sábado, 24 de novembro de 2012


 MEMóRIA
 
AS VELHAS E HISTÓRICAS FOTOGRAFIAS

CRIANÇAS: antigamente tirar fotografias era coisa pra gente rica,não era como hoje em dia que se fotografa até aniversário de cachorro! O fotógrafo era um profissional respeitado,viajava no lombo de um burro de cidade em cidade.Existia,também,a figura do Lambe-lambe que,na antiga Praça da Sé,em Salvador, tirou e me entregou na hora esta foto ao lado para a minha Carteira de Identidade. Na hora eu simplesmente detestei. Ah! como eu gostaria de estar assim,agora.
Naqueles dias,um fotógrafo ambulante viajava pelos sertões da Bahia.Em determinada localidade,fora contratado para fazer o Álbum de Casamento de uma filha de um fazendeiro. Desde o dia de sua chegada fôra tradado como um príncipe; "Seu fotografista pra lá,seu fotografista pra cà..." 
No dia seguinte após as bodas,arrumando ainda as suas tralhas,o fazendeiro o abordou:
 "Seu fotografista,quando é que vai ficá pronto o tar de Árbo?"
O fotografista respondeu:
"Daqui pruns dois mês,Coroné !"
E não perdeu a chance: 
"Eu gostaria,Coroné,que o sinhô desse um sinal..."
E o fazendeiro perguntou:
"De quanto é o siná? "
E obteve a resposta:
"Cento e vinte cruzeiro!"
Ao entregar a grana o fazendeiro quis saber:
"Quanto vai custá o Arbo,afinal?
O fotógrafo respondeu:
"Cento e vinte cruzeiro !" 
E o fazendeiro surpreso: 
"Que diabo de sinar é esse cabra da peste?!"
O fotografista esclareceu:
"Sinal que o senhor já deixou pago !"
Curtam,agora,fotografias de exatos 102 anos de enchentes do Rio Paraguaçu nas cidades da Cachoeira e São Félix,na Bahia.
fotos do acervo de Erivaldo Brito

fotos do acervo  de Erivaldo Brito


Nenhum comentário:

Postar um comentário