sábado, 8 de dezembro de 2012

CANTINHO DA POESIA

Era,ainda,uma jovem adolescente a professora Marièlia Tôrres quando produziu o soneto que publicamos em nosso livro "Oradores e Poetas da Cachoeira" e que transcrevemos abaixo:
                                    DESEMPREGO


 Sentar,pensar,
pensar em nada,
no nada a fazer,
no nada a criar,
porque a cidade não nos dá nada,
a não ser ficar sentada,
ouvindo palavras de melhoras,
e o Verbo sempre empregado no Passado:
Cachoeira, foi ! 
Cachoeira, era! 
Cachoeira, representou !
E hoje,vive do passado.
Apegada no nada
e no tudo que o passado lhe deixou.
Sentar para passar
no emprego que pode chegar
para crescer dentro de si,
deixar de fazer nada
para progredir,
sem precisar fugir
da sua própria cidade,
à busca da felicidade,
de progredir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário