sexta-feira, 14 de dezembro de 2012


DATAS CACHOEIRANAS

Segunda quinzena do mês de dezembro

Dia 15 (1946) – Era realizada a cerimônia de formatura da primeira turma de artífices da extinta Escola Industrial da Cachoeira (foto),que tinha na direção o professor Salvador da Rocha Passos.

 Dia 16 (1907) – Os jornais cachoeiranos da época noticiavam a presença do Circo Sol Nascente que se encontrava armado na Praça Maciel.

Dia 19 (1960) Na janela do sobrado que dá para a Praça da Aclamação(foto),onde funcionava a Pensão de dona Lulu,foi instalado um aparelho de televisão,a grande maravilha tecnológica da época. A praça estava literalmente cheia. A primeira imagem que apareceu da TV Itapoan foi a do apresentador Gastão do Rego Monteiro.


Dia 18 (1930) – No palco do Cine Teatro Cachoeirano apresentaram-se os artistas Nhask e Terezita Flores com enorme afluência. O espetáculo,segundo os jornais da época, “destinava o produto arrecadado na bilheteria em benefício do pagamento da dívida externa brasileira”.

Dia 19 (1919) – Em campanha política,visitava a Cachoeira o ilustre causídico Ruy Barbosa,em companhia de Ernesto Simões Filho,filho ilustre da cidade e fundador proprietário do jornal A Tarde.
Ruy ficou hospedado no sobrado assinalado na foto na antiga Rua das Lojas,atual Ruy Barbosa,e,no dia seguinte,esteve visitando vários pontos da cidade. No Livro de Visitas da Matriz da cidade,Ruy,do próprio punho,escreveu o seguinte depoimento transcrito no jornal sanfelixta A Vanguarda,de propriedade do advogado cachoeirano Luiz Soares:
“Levo do templo de Nossa Senhora do Rosário,a impressão dos seus quase dois séculos e meio de existência,com que ela nos atesta a eternidade da fé,essa fé que vai perdendo e que há de ser a salvação do mundo,quando ele a recobrar”.

Dia 20 (1712) – Era solenemente inaugurado o prédio da Câmara e Cadeia da então Vila de Nossa Senhora do Rosário do porto da Cacheira.

Dia 22 (1881) – Era lançada a pedra fundamental para construção da ponte para ligar São Félix a Cachoeira.

Dia 26 (1891) – No salão nobre da Santa Casa de Misericórdia da Cachoeira,era solenemente instalado um retrato a óleo de José Ruy Dias de Affonseca,que foi Provedor por mais de vinte anos.

Dia 27 (1693) – Dom João de Mancastro,governador da então Capitania da Bahia,expedia uma Ordem Régia criando a Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira.

Dia 28 (1852) – Nascia na Cachoeira o maestro Eduardo Mendes Franco,fundador da Filarmônica Orfesina Cachoeirana e Comércio,atual Minerva Cachoeirana.

Dia 29 (1928) Falecia aqui no Rio de Janeiro o então Deputado Federal dr.Ubaldino de Assis um dos mais influentes políticos do Brasil,à época.
Filho do médico Norberto Francisco de Assis e Maria Firmina Ribeiro de Assis,o ilustre advogado e parlamentar nasceu em 25 de dezembro de 1861,falecendo,portanto,aos 67 anos de idade.
Na foto acima,casa onde morava o advogado e política em sua terra natal.

Dia 30 (1929) -A cidade da Cachoeira era abalada com a notícia da chegada do lendário “coronel” Horácio de Matos,preso,em companhia de dois oficiais do Exercito e três soldados. No aguardo do navio da carreira para a capital,os visitantes ficaram hospedados no Hotel Paraguaçu.
Segundo os jornais da época,”o temido e poderoso coronel Horácio apresentava aspecto doentio e visível abatimento moral”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário