quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

OPINIÃO

                    VETA,DILMA !   E AGORA ?

COM O VETO da presidente,a discussão acerca dos royalties retornará ao Congresso que pode derrubá-lo. E ai? Lembramos que,o presidente do Senado é o Zé Sarney,raposa velha que conhece o caminho das pedras,aquele mesmo maranhense que,ao lançar um livro chamado "Maribondo de Fogo" tornou-se "imortal" pela Academia Brasileira de Letras e levou a sério.Se nós contássemos os anos como os judeus ele seria considerado o novo Matusalém bíblico.Então,crianças,se a Tropa de Choque do governo não entrar em ação e o veto presidencial for derrubado,una nova demanda judicial tomará o caminho do STF para decidir sobre a obrigatoriedade de cumprirem-se os contratos assinados,da inconstitucionalidade da lei...
Era uma segunda-feira chuvosa aqui no Rio. Dispus-me,na qualidade de cidadão,a participar da caminhada intitulada pelos marqueteiros palacianos de "Veta,Dilma",por considerar injusto aumentarem-se as alíquotas dos estados não produtores,pelo simples fato de abrirem-se precedentes reivindicatórios de estados não produtores de minérios,de soja,de gado etc e tal a fim de levarem o seu quinhão na partilha igualitária federativa.
Ao pegar o metrô em direção à estação Uruguaiana e dali at´a Cinelândia,lembrei-me de ter presenciado,quando menino,a campanha "O petróleo é nosso",inspirada pelo escritor Monteiro Lobato e encampada por meia dúzia de comunistas cachoeiranos,na verdade simplesmente nacionalistas.
Faço agora um parêntese para confessar que faço parte de uma minoria de meus conterrâneos que acreditam na existência de petróleo nas Bacias do Iguape e São Francisco do Paraguaçu,pertencentes ao município da Cachoeira,na Bahia.
Não me conformo e não acho crível haver óleo em Candeias e São Francisco do Conde,municípios vizinhos, e ele fazer a curva e não entrar em terras cachoeiranas! Será que ninguém se lembrou,ainda,de fazer um pedido de estudo ao ex-presidente da Petrobras Dr.Sérgio Gabrielle,presentemente ocupando uma das secretarias de estado na Bahia? Ah,os incautos preferem a demagógica revindicação quilombola,inexistente histórica e documentalmente conforme posso comprovar.As terras em lide jamais foram ocupadas por nenhum Quilombo,mesmo porque, - raciocine comigo -, ocupadas por Engenhos de Açúcar,seria um péssimo local para algum escravo fugido se instalar. Ou não?
A passeata,não obstante a chuvinha que caía,segundo estimativa da Polícia Militar,reuniu mais gente do que as populações juntas de São Félix e Cachoeira. Aconteceu uma inovação inusitada em passeatas populares; uma grade,uma espécie de cercadinho VIP foi destinado a manifestantes ilustres,protegidos por seguranças malhados,demarcando a praça que é do povo,conforme disse o poeta,em classe VIP,Executivo,Turistas e a patuleia onde eu me encontrava e pedi passagem. Nunca tinha visto passeata assim.Peguei o metrô de volta pra casa. Já diziam os antigos que "boa romaria faz quem em sua casa fica em paz!"
Se houver uma nova passeata,com certeza tô fora!  Sou dos tempos em que manifestações populares tinham a cara e o cheiro do povão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário