terça-feira, 23 de abril de 2013


HISTÓRIA
ERIVALDO BRITO
   OS ÚLTIMOS PASSOS 
DE TIRADENTES NO RIO

Pedro Américo (1843-1905)
SENTENCIADO à forca pela Rainha de Portugal,Dona Maria I, "a louca",por haver cometido o crime de 
"lesa-majestade",Joaquim José da Silva Xavier,o Tiradentes,foi executado e teve o corpo esquartejado  no dia 21 de abril,há 221 anos volvidos.
Como o feriado caiu num domingo,poucas pessoas se lembraram. Resolvi fazer um passeio histórico começando pelas ruas do Centro,mais precisamente do Palácio Tiradentes,na Praça Quinze,local onde funcionava a Cadeia Velha,onde o mártir ficou preso por cerca de três anos e de onde partiu escoltado por soldados da corte portuguesa.
Prosseguimos a nossa caminhada envolto em pensamentos como se estivéssemos vivenciando aqueles dramáticos momentos históricos, pela Rua da Assembléia,Largo da Carioca e Gonçalves Dias.Nos detivemos à procura do sobrado (será que ainda existe?) onde o grande mártir foi preso.
Ninguém conhece a verdadeira face de Tiradentes. Ninguém sabe,o pardeiro da ossada dele.Falam do seu heroismo mas,o que nós ressaltamos foi a sua dignidade em não haver delatado nenhum dos companheiros de idealismo libertário.Grande caráter.


Rua Gonçalves Dias - Rio de Janeiro


Despojos do esquartejamento de Tiradentes,famoso quadro de Pedro Américo,pintor paraibano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário