sexta-feira, 31 de maio de 2013

MEMÓRIA

                  JOSÉ GÓES

O ADVOGADO sanfelixta  José Góes da Silva,além do enorme saber jurídico,era um exemplo vivo de superação,enfrentando com dignidade uma deformação que se agravava a cada dia. Mas,isso não o deixou imobilizado,improdutivo,um "coitadinho" qualquer. Muito pelo contrário; continuou em plena atividade atendendo a sua clientela no seu escritório na sala de visitas da sua própria residência. Quem lesse o que ele peticionava e não o conhecesse pessoalmente,jamais avaliaria a enorme dificuldade por ele enfrentada para assiná-las,valendo-se de uma borracha para amarrar uma caneta em sua mão.
O seu contemporâneo e amigo Dr.Marques,na edição de agosto de 1987 do jornal A Ordem escreveu o seguinte panegírico que vale a pena transcrever:
                                                                      José Góes da Silva
DR.ARTUR NUNES MARQUES
"A Parca,em sua ronda sinistra,não escolhe vítimas para a sua gula,assim como não escolhe dia e hora para ceifar vidas úteis à coletividade.
Não escapando do negro alfange,veio a falecer às 15 h.do dia 16 de agosto,um conceituado advogado que honrou em todos os sentidos o diploma que lhe foi conferido pela Faculdade de Direito de Salvador Bahia. Contava o extinto 78 anos de idade. 
Esse grande e não lhe singular profissional,recebeu na pia batismal de São Félix,a sua cidade natal, o nome que encima estas linhas  A sua pertinaz,insidiosa e incômoda paralisia,se bem que parcial,
  não lhe permitia fácil locomoção,não o impedia de exercer a sua atividade forense,defendendo causas que  lhe eram confiadas,acreditando que as suas causas seriam vitoriosas. E as causas por José Góes defendidas,eram apoiadas em juristas nacionais e estrangeiros,verdadeiros Titãs da Ciência  Jurídica ,que deram exemplo de saber  e probidade,numa ciência que entre outros outros objetivos,tem o dever de "das a César o que é de César!"
Pelo elevado conceito que desfrutava o extinto, -,que conhecia os segredos do idioma inglês -,a Prefeitura Municipal de São Félix,em cujo salão nobre foi celebrada missa de corpo presente,decretou luto oficial,em sinal de pesar pela perda irreparável de um homem que em todos os sentidos,honrou a sua terra e a sua gente.
Grande massa popular de São Félix e cidades vizinhas acompanharam o seu sepultamento até a necrópole de sua cidade natal,em cujo portão  lá está gravado em letras de ferro uma mensagem aos vivos: Hodie Mihi Cras Tibi,lembrando: hoje por mim amanha por ti!

Nenhum comentário:

Postar um comentário