sábado, 15 de junho de 2013

DATAS CACHOEIRANAS

 
ERIVALDO BRITO

Segundo semestre do mês de junho
Dia 16 (1861) - Nascia ,o Dr.João Martins da Silva que exerceu no antigo Senado Cachoeirano o cargo de 1º secretário.
Dia 17 (1872) - Aos 69 anos de idade falecia o engenheiro e abastado proprietário de terras em Santiago do Iguape, Francisco Vieira Tosta,o Barão de Nagé.
Em sua terra natal,desempenhou vários cargos públicos; foi juiz de paz,presidente da câmara municipal e comandante superior da Guarda Nacional.
Nesta mesma data,em 1965,a Cachoeira tributava calorosa homenagem à Marilda Mascarenhas da Silva,a primeira cachoeirana a ser eleita Miss Bahia. Marilda foi semifinalista do concurso Miss Mundo ,concurso criado na Inglaterra em 1951.
A eleição da cachoeirana acabou incentivando a Desportiva a promover anualmente o concurso Miss Primavera conforme captou a lente do fotógrafo Bernardo,na foto ao lado. 

Dia 18 *1945) - Já que falamos no clube social Desportiva do Paraguaçu, na presidência do dr.Aurelino Seraphin dos Anjos,na referida data,era organizada a Falange Feminina.Precedida a eleição,os associados escolheram a seguinte diretoria:  Josina Marques (presidente),Analiz Soares Seraphin (vice), Edméa Passos (1ª  secretária),Dulce Lapa Azevedo (2ª secretária),Ivone Rabelo Soares e Elvira Pereira (oradoras),Augusta Pereira (tesoureira) e Eurides Santana (diretora de publicidade).
A senhora Manoela Carneiro Rego,por aclamação,foi escolhida presidente de honra. 
Dia 19 (1943) - Em sua residência,na rua 13 de Maio,aos 88 anos de idade,falecia o renomado educador Pedro Celestino da Silva,natural da capital do  estado.
O professor Pedro Celestino deixou um legado extraordinário sobre a cidade da Cachoeira,em artigos de jornais e nas Revistas do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.
Dia 20 (1700) - Era lançada a pedra fundamental da construção do edifício da municipalidade,atual Camara de Vereadores, (foto acima).
Dia 21 (1937) - O Cine Teatro Cachoeirano apresentava uma grande novidade na região: o cinema falado
Dia 22 (1878) - Data do nascimento do ator Olympio Nogueira,cujo talento para o palco era reconhecido pelos críticos da época,encenando peças no Rio de Janeiro,onde gozava de muita estima e popularidade.
Dia 23 (1931) - Véspera dos festejos de São João,a Loja Maçônica Caridade e Segredo comprava na feira livre produtos da época para dividir com as famílias desprovidas de recursos. 
A meritória campanha tinha o nome de "S.João dos Pobres"
Dia 24 (1961) - Após o encerramento de entrega dos prêmios aos vencedores da 2ª Corrida da Fogueira,por volta das 11h.o palanque armado frente à prefeitura desabou ! Felizmente não houve ninguém ferido gravemente. 
Dia 25 (1933) - Circulava o primeiro número do jornal "O Ateneu",em homenagem à magna data da Cachoeira e dos cachoeiranos.
Dia 26 (1936) - O então prefeito João Vieira Lopes iniciava os trabalhos de pavimentação da rua 25 de Junho (foto ao lado). 
Dia 27 (1922) - O capitalista cachoeirano Renério  Martins Ramos assinava em Paris seu testamento no qual deixava para a sua terra natal parte da sua fortuna.
Depois da sua morte,um ano depois (1923),travou-se uma enorme briga judicial internacional e o legado não teve a destinação desejada pelo extinto. 
Dia 28 (1852) - Por volta das 10h.da manhã,a população  foi abalada com a explosão de um barril de pólvora na casa comercial do cidadão Ildefonso Mendes Franco,situada na rua 13 de Maio. Três sobrados e três casas térreas foram destruídas pelo fogo.
Dia 29 (1949) - No campo da avenida Ubaldino de Assis,era realizado o segundo jogo noturno na cidade reunindo as equipes do Real e do Botafogo,registrando-se um empate sem apertura do placar.
Dia 30 (1935) - A imprensa cachoeirana dava espaço ao cidadão chamado Henrique Ferrarino que se apresentava como "capitão do Exército Missionário do Uruguai". Na entrevista o precursor do "Pantaleão" dizia "ter descoberto a fórmula para a cura da calvície. A sua "formula mágica" consistia na aplicação de "gotas de gasolina na cabeça" do careca!
E com essa vou tomar um golezinho de licor do saudoso amigo Roque Pinto que eu tenho ainda guardado aqui em casa.







 

Nenhum comentário:

Postar um comentário