sábado, 15 de junho de 2013

EULINA THOMÉ DE SOUZA
Uma pioneira de fibra

Quando se fala no pioneirismo cachoeirano,o que vem logo à mente das pessoas é o épico enfrentamento contra as  tropas lusitanas no memorável 25 de junho de 1822.
Poucos se lembram ou ouviram falar na chamada "Revolução  Federalista"quando o cidadão Guanais Mineiro tomou de assalto a Câmara de Vereadores da cidade da Cachoeira no ano de 1832,e,em atos declaratórios,proclamou o regime republicano. Tal revolução,sem dúvida,acabou influenciando a conhecida Sabinada.
 No dia 16 de junho de 1926, há 87 anos volvidos,estava programada uma palestra com a escritora e jornalista Eulina Miranda Tomé de Souza,nascida na Cachoeira,segundo jornais da época.
A referida jornalista vinha realizando uma verdadeira peregrinação por várias cidades do estado da Bahia tendo como tema "a libertação da mulher",ou seja,quando ninguém falava nisso,a ilustre cachoeirana pregava o feminismo,o movimento social,filosófico e político que admitia a  igualdade para homens e mulheres.
Ninguém contava que o meritíssimo doutor Sálvio de Oliveira Martins,juiz de direito da comarca proibisse a referida palestra no local desejado,o palco do Cine Teatro Cachoeirano. Vocês pensam que ela desistiu? Eulina mulher pioneira e de fibra inquebrantável,resolveu falar na praça,afinal,como disse o poeta,"a praça é do povo como o céu é do condor!"
A jornalista/conferencista,falou para uma platéia naturalmente de maioria masculina,discorrendo sobre "os direitos da mulher,do nobilíssimo papel desempenhado na sociedade dentro  das linhas da dignidade e da honra,porque não como negar,a mulher é,foi e será sempre impulsionadora sublime do homem nas grandes realizações do ideal",segundo nota divulgada no jornal local "A Ordem".
 








 
 

5 comentários:

  1. OLá , obrigada pelo texto , sempre procuro informação sobre ela, e fico sempre feliz de ser bisneta dela ,parabens pelo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, eu sou estudante de História da Universidade Estadual de Feira de Santana e comecei a pesquisar sobre sua bisavó. gostaria muito de conversar sobre ela com você!!

      Excluir
    2. Boa tarde ,meu cel é. 24 999724968 ,podemos sim conversar ,será um prazer ,abraço

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Sou historiador, escritor, pesquisador, bem como curador e Coordenador do Memorial General Júlio Marcondes Salgado, do 5º Batalhão de Polícia Militar do Interior, localizado em Taubaté. Em 18/10/1938, portanto, há quase 80 anos atrás, a 2º Tenente Eulina esteve em visita às antigas instalações do Batalhão na condição de Jornalista e Chefe dos Escoteiros do Nordeste. A relíquia dessa foto está inserida nos anais históricos do Batalhão. Visite www.historiaemevidencia.com.br

    ResponderExcluir