quarta-feira, 31 de julho de 2013

DATAS CACHOEIRANAS

Primeira quinzena do mês de agosto em curso
Dia 01 (1863) - Nascia o Monsenhor Elpídio Ferreira Tapiranga (foto), filho de Amaro Ferreira Tapiranga e dona Maria Francisca Tapiranga.
Vocacionado desde a mais tenra idade para a o sacerdócio, matriculou-se no Seminário Arquiepiscopal da Bahia. Após haver recebido a Ordem de Sub-diaconato, partiu para /fortaleza onde concluiu o diaconato e o presbitério.
A primeira missa do então padre cachoeirano foi celebrada em sua terra natal, no dia 23 de dezembro de 1886.
Seguiu, depois, para Juazeiro para assumir a Paróquia. Anos depois foi transferido para Chorrochó, Capim Grosso e finalmente na Cachoeira pelo período de um ano, fundando em 1895 o Apostolado de Oração.
O ilustre prelado era jornalista, poeta, professor e sermonista primoroso, encerrando as suas atividades na freguesia de Santo Antônio Além do Carmo, na capital do estado, vindo a falece aos 65 anos de idade no dia 23 de julho de 1928.
Será que a passagem do sesquicentenário do seu nascimento será lembrado em sua terra natal ou em qualquer das paróquias em que serviu?
Dia 02 (1979) - Por volta das 19h30m. o lavrador de nome Osvaldo Fernandes residente na Murutuba, apresentando sinais visíveis de estar sofrendo das faculdades mentais, invadiu a agência do Bradesco local soltando palavrões. Ao ser advertido pelo guarda da agência, Carlos Alberto Gomes da Silva, o popular "Cascalho", o cidadão aproveitando-se do descuido do vigilante desferiu vários golpes com uma faca que ele empunhava, sendo preso em flagrante delito.
"Cascalho" foi socorrido no Hospital da Santa Casa pelo doutor Getúlio e escapou por pouco de ter sido ferido gravemente.
Dia 03 (1949) - No campinho da Avenida Ubaldino de Assis, era realizado mais um jogo noturno, dessa vez, um amistoso entre o Bahia de Feira de Santana e o Botafogo local que perdeu a partida de 3 a 2.
Dia 04 (1930) - O consagrado pintor carioca Antônio Parreiras (foto ao lado),expunha no Rio de Janeiro a sua mais famosa tela (foto abaixo) retratando o heroísmo cachoeirano de 1822.
Segundo o jornal O Globo, em longo artigo, "a Cachoeira deve se orgulhar do acontecimento porque o seu gesto de rebeldia em prol da emancipação, não poderia ter melhor intérprete" E concluiu: "à exposição tem acorrido vultoso número de pessoas, especialmente da colônia cachoeirana que na sua  totalidade já a visitou."













Dia 05 (1930) - Em reunião realizada na sede da Desportiva do Paraguaçu, era eleita diretoria da Liga Cachoeirana de Futebol tendo como presidente Pedro Navarro.
Dia 06 (1934) Vinha à lume o jornal cachoeirano O Social.
Dia 07 (1883) - Nascia na Cachoeira Alberto Moreira Rabello (foto), farmacêutico, cirurgião dentista,bacharel em ciências jurídicas e sociais, escritor e político, sendo eleito por duas legislaturas. Era membro da Academia de Letras da Bahia.
Faleceu aos 45 anos de idade, no dia 23 de julho de 1928.
Dia 08 (1956) - Aos 73 anos de idade falecia o negociante e enfardador de fumo, Júlio Borba. figura de relevo na sociedade cachoeirana de então.
Dia 09 (1944) - Era fundado o Centro Espírita Kardecista Paz e Luz que funcionava na /rua 7 de /setembro nº 17, sendo eleita a seguinte diretoria: Augusto Pedreira (presidente), Félix de Brito (secretário) e Astrogildo Elotério Silva (tesoureiro).
Dia 10 (1865) - Data de nascimento de Manoel Lopes de Carvalho, advogado, que foi juiz de /direito no estado de Goiás.
Dia 11 (1935) - Dizendo ter atuado na Itália, Espanha e na Rússia, apresentava-se na cidade o cidadão Eurico Rocha que se dizia "o maior horoscopista do Brasil !"
Os jornais cachoeirano da época não fizeram qualquer registro que eu tivesse tomado conhecimento.
Dia 12 ( 1907) - Cruz das Almas era ainda Vila quando aconteceu um bárbaro assassinato naquelas bandas. O governador José Marcelino de Souza decidiu decretar a transferência da Comarca da Cachoeira para lá "a fim de que dali possa ser apurado o delito com isenção e imparcialidade".
O juiz de direito da comarca da Cachoeira à época era o Dr.Joaquim Antônio da Silva Carvalho.
Dia 13 (1913) - o governo do estado sancionava a lei nº 1.351 de autoria do deputado cachoeirano Alberto Rabello (vide data de 07 do corrente), destinando a verba de "cinquenta contos de reis para a construção do memorial aos heróis do 25 de junho de 1822" 
Optou-se por uma cópia mal feita da "Estátua da Liberdade" dos Estados Unidos (foto) e foi inaugurada no dia 12 de outubro de 1930.
Dia 14 (1930) - Sob a presidência do advogado Luiz Soares, a filarmônica Lira Ceciliana constituía a sua Falange Feminina: Maria José da Silva (presidente), Maria Navarro (vice), Adelita Onofre da Silva (tesoureira), Olga Burgos Soares (oradora) e Maria de Lourdes Pereira (secretária).
Dia 15 (1949) - Entrava em operação a primeira rádio amador do Recôncavo que funcionou na cidade da /cachoeira: PY6EE, cujo proprietário era o Dr. Joaquim José de Almeida Gouveia, então Promotor Público da Comarca.




Nenhum comentário:

Postar um comentário