terça-feira, 15 de outubro de 2013

Datas Cachoeiranas
Segundo semestre do mês de Outubro

Dia 16 (1977) – Na sede social do Rotary, era fundado o Interec Clube de S. Félix/Cachoeira, cuja finalidade precípua seria a de prestar serviços às duas coletividades.

Algum leitor rotariano pode dizer-me se ainda existe?
Dia 17 (1951) – Visitava a sua terra natal, o ilustre cachoeirano Dom Antônio Mendonça Monteiro, sendo alvo de as mais significativas homenagens.
Anos depois, sendo Vigário da Paróquia o padre Fernando Carneiro, o ilustre prelado foi homenageado com o seu nome no Ambulatório e Escola Paroquial.
Dia 18 (1698) – Não foi na Ponta da Calçada,e,sim, nos Currais Velho (atual Marechal Floriano), a implantação do primeiro matadouro da cidade.
Dia 19 (1923) – Há 90 anos passados, o diretório do Partido Republicano Democrático da Cachoeira escolhia a seguinte chapa para concorrer às eleições:
Dr.Inocêncio de Almeida Boaventura (Intendente, cargo atual de Prefeito).
Ricardo Vieira Pereira, Eloi Bispo dos Santos, Salvador Rodrigues Gomes e Joviniano de Souza Machado (Membros do Conselho, atual Vereadores).
José Ramiro das Chagas, João Câncio Torres e Thomé de Oliveira Passos (Juiz de Paz).
A referida chapa foi a vitoriosa.
O prefeito Dr.Inocêncio de Almeida Boaventura veio a falecer em plena sessão solene do 25 de Junho. Levantou-se bradando “Viva a Cachoeira!” e foi fulminado com um enfarto.
Dia 20 (1951) – A Viação Férrea Federal Leste Brasileiro inaugurava o Auto-motriz ligando a Cachoeira à capital do estado.
Apesar dos atrasos, o Auto_motriz podia ser considerado um avanço uma vez que, as viagens via fluvial gastavam em média seis horas.
Dia 21 (1944) – Visitava a Cachoeira o Capitão de Fragata que chefia os portos de todo o estado.
O Capitão Nereu, em companhia da sua esposa dona Noemí Correia, foram recepcionados com um lauto banquete na sede do Rotary, sendo saudados pelo advogado e professor Nelson Silva.
Dia 22 (1967) – Era instalada na Vila de Belém da Cachoeira a CIMPASA, indústria voltada à fabricação e comercialização da farinha.
Tal empreendimento estava fadado ao fracasso uma vez que, a empresa não possuía terreno para o próprio plantio e cultivo da mandioca, dependendo exclusivamente da compra direta aos produtores. Um grave erro estrutural e falta de planejamento,portanto.
Dia 23 (1931) – O jornalista Augusto de Azevêdo Luz,(foto) em sua residência, fundava o Clube de Tênis Cachoeira sendo eleita uma diretoria cujo presidente era o médico Augusto Públio Pereira.

Dia 24 (1928) – O então governador do estado Vital Henrique Batista Soares contratava o consagrado pintor carioca Antonio Diogo da Silva Parreiras para retratar num quadro “o primeiro passo para a independência da Bahia” que presentemente se encontra no Palácio do Governo.
O quadro que se encontra na Câmara de Vereadores da Cachoeira é o chamado “estudo” podendo ser observado alguns “descuidos” como na anatomia de alguns personagens que, se arriassem os braços, as mãos se arrastariam no chão!
A gente observa também alguns erros históricos como a falta do sino na parte central em cima do telhado do prédio como nas prefeituras de Santo Amaro e Maragojipe, por exemplo, e, também, o desequilíbrio estético causado pelo fechamento de um dos arcos para aproveitamento da área.
Possivelmente em nos idos de 1822 não haviam sido feita, ainda, tais transformações.
O AUTOR DESTAS NOTAS DISCURSANDO NO DIA 13 DE MARÇO DE UM ANO QUALQUER
Dia 25 (1914) – Era inaugurado a Empresa Aquária da Cachoeira cujo controle acionário pertence atualmente à Embasa.

HERÁCLITO GUERREIRO
Dia 26 (1942) – Em benefício da Matriz de São Bartolomeu da cidade de Mareagojipe, era realizado no palco do Cine Teatro Cachoeirano a opereta intitulada “Iris” de autoria do consagrado poeta, compositor e maestro maragojipano Heráclito Paraguaçu Guerreiro.
Dia 27 (1935) – No salão do antigo Tiro de Guerra 499, que funcionava num sobrado na rua Ruy Barbosa (antiga Rua das Lojas) as alunas das professoras Amélia e Stela Fróes, realizavam uma bem concorrida audição de piano.
Dia 28 (1935) – Era fundado o Sindicato dos Empregados no Comércio da Cachoeira, tendo sido escolhido o comerciário Alberto Reis Gonçalves da Silva para ser o presidente.
Dia 29 (1978) – Com uma imponente procissão encerravam-se os festejos daquele ano em honra à Padroeira da Cachoeira, Nossa Senhora do Rosário, cujo juizado foi confiado ao pecuarista e diretor da Odebrech Benedito Dourado da Luz.
Na história de Os Tincoãs, vamos relembrar a Gincana, o show do trio naquela noite de domingo comigo no palanque.
Foi do então vereador Mamede Dayube a Indicação 15/87 transformada em lei,que decreta o dia 7 de Outubro como feriado municipal.
Eu tenho uma lista incompleta de Juizes e Juizas das festividades da Padroeira. Segue abaixo para quem interessar possa e queira completá-la. Aliás, no ano 2000, publicamos uma lista de Oradores do 25 de Junho que não foi atualizada porém usada sem dar-me o crédito.
Arnaldo Guimarães (1916), Joaquim Falcão e Celeste Bastos Motta (1930), Manoel Mateus Ferreira e Aderlinda Chagas (1933), Ursecino Antonio dos Santos e Regina Vacarezza(1936), Nelson Silva e Zulmira Pereira Dias Lima(1937), Anarolino Teodoro Pereira e Helena Lanat Pedreira(1938),Aurino Longuinhos e Noemia Rodemberg Ferreira(1939), Eduardo Ribeiro e Deralvina Vieira Lopes(1940), Salvador da Rocha Passos e Laura Oliveira Pimentel(1941), Gustavo Fraga(1942), Asclepíades Ataíde e Eloísa Lopes Silva(1943), Virgílio Elísio da Costa e Leonina Conceição(1948), Augusto Públio Pereira e sua digníssima esposa(1949),Irmandade de N.S.do Rosário (1950),Stênio Henrique de Burgos e Argeu Brayner (1951), Osvaldo Côrtes de Oliveira e Anna Costa Ferreira Mota(1952), Evandro Guimarães e Maria José da Costa Magalhães(1953),Fernando Peixoto Pereira e Noélia Actis Pereira(1957),Stênio Burgos(1958), Comissão composta por Aurelino Ribeiro,Laudilio Melo e Ursulina Luz (1959/1960), Manoel da Silva Lobo e Elizabete Martins Brow(1961),Geraldo Pedreira e Josina Santos Marques(1962), Uba\ldo Marques Porto e Nailda Santos Oliveira (1964), Carlos Melo e Vilma Bastos (1965),José Mascarenhas e Rosa Pereira Levita (1968), Edwaldo brandão Correia e esposa(1969), Mobnsenhor Fernando Carneiro e Comissão(1970),Ariston Mascarenhas e Maria da Costa Rodrigues(1971).
No ano de 1956 não foi realizada a festa porque a matriz estava em obras.
Dia 30 (1938) – Jogando com apenas nove jogadores, o Simpatia Futebol Clube derrotava o então líder invicto do campeonato cachoeirano o Ipiranga por 3 tentos a 2 !
Dia 31 (1965) – No distrito do Capoeiruçu falecia naquela data o tenente Clemente José Macêdo, chefe da Regional do Trânsito local.
Macedo era devoto de Cosme e Damião e todos os anos a sua casa (uma chácara,na verdade) situada no Virador se enchia de gente para comer o suculento caruru.
Foi ele, Clemente José de Macedo (na foto,ao centro,fardado de branco) o idealizador e fundador da pequena ermida hoje transformada na Igreja Brasileira no alto do Cucui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário