quarta-feira, 9 de outubro de 2013

OPINIÃO
          Surpresa? Pra mim,não!

ERIVALDO BRITO
Assim como eu já esperava o acolhimento dos tais embargos infringentes, tinha a certeza da recusa por parte do Tribunal Superior Eleitoral para a criação da Rede Sustentabilidade a tempo de viabilizar a candidatura da sua fundadora, a ex-ministra e ex-senadora Marina Silva. 
Quem quiser alguma coisa neste pais chamado Brasil, tem de comprar votos, subornar cartórios, falsificar assinaturas o escambau. Teve partido que conseguiu com que os cartórios validassem assinaturas de até quem já morreu sem ir atrás do trio elétrico!
Vocês sabem o que significa "Lulismo" e, aí na Boa Terra o "carlismo" né mesmo?  Aqui surgiu o neologismo "marineiro", ou seja, aqueles que acompanham a liderança da Marina. Então, queridos, somente uma "marineiro" de primeira viagem poderia acreditar que uma pessoa que obteve cerca de 20 milhões de votos na eleição passada iria ficar de braços cruzados esperando a morte chegar como disse Raul Seixas? Para mim, - de novo -, não foi surpresa alguma o seu "casamento" com o governador de Pernambuco, afinal, não poderia ela se filiar a qualquer um partido. Foi coerente, afinal.
Os marqueteiros palacianos já davam como favas contadas a reeleição da "presidenta". E agora?  Haverá uma reação da doutora Dilma? E se as famosas pesquisas derem empate técnico? Os patrocinadores do "Volta,Lula" o farão voltar ao páreo? E se as pesquisas mostrarem que a candidatura de Marina é mais forte que a do governador de Pernambuco? O "casamento" entre eles sai da lua de mel e parte para o divórcio? 
Poisa é, galera, conforme cantou Emilinha Borba num velho bolero:
"O resto deste romance, só sabe Deus!"


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário