sábado, 30 de novembro de 2013

A historia de Os Tincoãs/9

Se não estou enganado, naqueles tempos existiam quatro emissoras de televisão no Rio de Janeiro. A TV Rio era na Avenida Atlântica pertinho da praia de Copacabana onde eu estava ainda a pouco sentado com meu caderninho de anotações.
A referida emissora apresentava aos domingos o programa “Noite de Gala” de enorme audiência. Os Tincoãs não conseguiram agendar nenhuma apresentação, o mesmo ocorrendo com a TV Excelcior, canal 9.
O primeiro programa televisivo que Os Tincoãs participaram no Rio foi o “Almoço com as Estrelas” de Aerton Perlingeiro e sua esposa Lolita Rodrigues na TV Tupi.
PROGRAMA"ALMOÇO COM AS  ESTRELAS"

O programa se desenrolava num cenário de um restaurante com mesas postas, garçons, refrigerantes e refeição enquanto Aerton (foto) batia papo e fazia entrevistas com os convidados.
Duas mesas próximas a nossa estavam conhecidos e festejados jogadores de futebol que atuaram pela seleção brasileira na Copa de 50 e perderam afinal para o Uruguai em pleno Maracanã. Lembrei-me de ter ouvido na retransmissão pelo alto falantes A Voz do Norte, e presenciado a euforia dos torcedores que assistiam a uma partida do campeonato cachoeirano no Ubaldino de Assis, quando Friaça marcou o gol brasileiro.

O GOL DE FRIAÇA PARA O BRASIL
naturalmente o mais importante, mesmo volvidos dez anos, porque ele foi acusado de ter levado um frango! Ele disse na ocasião que não esperava que o atacante uruguaio Gigia fosse chutar para o gol, daquela posição quase sem ângulo, quando o certo seria fazer um cruzamento. Ele até especulou que o cruzamento não deu certo e a bola acabou entrando rente à trave.
Lembrei-me que ouvia do meu pai, (vascaino roxo),a defesa de Barbosa, que ele havia feito partidas memoráveis e que justificaram a sua convocação e titularidade.
Barbosa desabafou em sua entrevista que já não aguentava mais falar daquele jogo que sempre voltava nas noites de seus pesadelos.
Contou de um fato interessante que aconteceu na sua carreira. Foi assim: durante toda a semana as emissoras de rádio e os jornais cariocas noticiavam sobre um problema no seu joelho direito e que provavelmente o afastaria do jogo entre o Vasco e o América, um grande clássico na época.
Para surpresa geral o goleiro vascaino entrou para jogar com o seu joelho direito devidamente protegido por uma vistosa joelheira.
Crianças, naqueles tempos o goleiro não era intocável, podia ser “chargeado”, ou melhor dizendo, ser empurrado dentro do gol na cobrança de um escanteio. E valia o gol !
O centroavante do América era o impetuoso Alarcon e veio com a determinação de tirar o Barbosa do jogo. E ele não perdia chance. Na primeira subida ele...pau ! No primeiro escanteio ele nem foi na bola, foi direto no joelho direito de Barbosa.
Quando terminou a partida, segundo Barbosa, ele se aproximou do atleta do América, abraçou-o e disse mais ou menos o seguinte:
BARBOSA EM AÇÃO
- Meu filho; você é novo e naturalmente recebeu instruções do seu técnico para me tirar do jogo. Diga pra ele, e que isso sirva de lição pra você também, que o meu joelho lesionado não é o direito, o que eu coloquei a joelheira, é o esquerdo !
A TV Continental ficava nas Laranjeiras. Os Tincoãs estiveram num musical onde a estrela principal era Cauby Peixoto que na ocasião havia retornado ao Brasil após uma excursão vitoriosa aos EUA.
A televisão brasileira estava engatinhando, não havia recursos tecnológicos disponíveis, videotaipe, programas ao vivo...reinava,então, o famoso jeitinho brasileiro.
Cauby deu um verdadeiro show de mobilidade, de jogo de cena quando todos os artistas cantavam estáticos. E ele cantou,cantou,cantou:
- Tarde fria/ sozinho espero/ Só você que não vem/ eu quero... 
- Se o amor é uma pérola clara / Se tem o ardor de um rubi / Se estão nesse amor que devoto a ti / A gema rara e o rubi...
Cauby tem um ouvido privilegiadíssimo. Naquele programa da TV Continental ele apareceu com uma técnica exclusiva da cantora norte-americana Ella Fitzgerald. É a seguinte: quando o cantor interpreta a primeira e a segunda parte da melodia, a orquestra transporta o tom a fim de fazer o seu arranjo,e,logo à seguir. Volta ao tom natural do cantor(a). Cauby, um ou dois tempos antes entrou cantando! Não sei se hoje tem algum cantor(a) tem essa capacidade.
Quando retornamos para casa inquiri a companheiro Dadinho:
- Magnata você prestou a atenção o que o Cauby fez antes de a orquestra passar a tonalidade pra ele voltar a cantar?
E ele me respondeu com um ditado da época:
- Matou de cipó e tapa!
 
Algum tempo depois que retornamos à Bahia, a TV Continental transferiu seus estúdios para o Boulevard 28 de Setembro em Vila Isabel, um prédio com um auditório com mais de setecentos lugares. A TV Continental faliu e Sílvio Santos adquiriu os equipamentos. No local veio a funcionar a Rádio Boas Novas onde curiosamente fomos diretor comercial e de programação e demos uma entrevista para a Emissora Radiovox (foto) no programa da minha amiga jornalista Alzira Costa falando exatamente de Os Tincoãs.
A narrativa vai continuar. Obrigado por terem nos acompanhado até aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário