sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

FUTEBOL CACHOEIRANO
O estádio do Fluminense



NAS POSTAGENS anteriores falamos de vários incidentes ocorridos entre torcedores e jogadores em praças esportivas que se transformavam em arenas de lutas conforme assistimos em Joinville/SC e todo o mundo se assustou.
No Arlindo Rodrigues, em São Félix, o Cruzeiro de Morenito esteve sempre envolvido em conflitos gerados por Evandro Pretinho, Bié, Nouzinho Chofer e Diquinha (pelo lado cachoeirano) e Nicolau (pelos sanfelixtas). Na foto, o time do Almeidense Futebol Clube formado pelo cachoeirano Hugo Mascarenhas ( o quarto agachado),aparecem o goleiro Ivanildo Pedreira (Furico de Ouro) e Nicolau,o último à direita,em pé.Viram o tamanhão do homem?
Um aviso,apenas: Furico de Ouro não era gay. Por sinal, faleceu num derramamento de terra na Ladeira da Montanha, em Salvador. Ele foi soterrado num quarto acompanhado de uma meretriz. 
Na inauguração do estádio da cidade de Muritiba, na gestão do prefeito Geraldino Almeida a partida acabou em pancadaria envolvendo Bié e Evandro pelo Cruzeiro e Pedro Orquestra pelo Canto de Muritiba.
Contamos, também,a tumultuada partida realizada no distrito de Belém da Cachoeira envolvendo cachoeirano e santamarenses. Teremos, com certeza, novos relatos de conflitos. Ressaltamos que, a versão da história toma contornos diferentes segundo a observação pessoal de cada um. Quem foi testemunha ocular tem a sua,com certeza.
Curiosamente, nos primórdios do futebol no Brasil, ao formarem-se o selecionado nacional para disputar um torneio na Argentina, o grande Ruy Barbosa disse que "o jogador de futebol é uma corja de malandros e vagabundos". Nada mais disse nem lhe foi perguntado sobre os torcedores que eram bem comportados, o futebol era elitizado pra caramba,até os  nomes usados eram em inglês: Footbal, Goalkeper (goleiro), Falback (zagueiro), Center Forward (centro avante), Corner (escanteio), Hand (mão), Offside (impedimento,banheira) etc e tal.
Onde foi mesmo que a gente parrou na última postagem? Lembrei! Toninho Yustrick recebeu um telegrama do 2º Distrito Naval autorizando o Fluminense Cachoeirano a construir um campo no antigo terreno do Calabar. Obstinado como ele só, Yuistrick não descansou enquanto não conseguiu uma máquina de terraplenagem. E ele conseguiu uma patrol emprestada do DERBA O combustível e a estadia do operador ele pagou do próprio bolso.
Com a adesão de vários esportistas que passaram a contribuir, (vide recorte do jornal "A Cachoeira" abaixo onde o nosso nome aparece doando 100 tijolos)
 Em a tarde do dia 25 de agosto de 1965, com a afluência de muitos espectadores, realizava-se o primeiro treino coletivo no campo de futebol do Fluminense. Quem marcou o primeiro gol, você faz idéia? Foi Dadinho,ele mesmo,companheiro de Os Tincoãs, cobrando um penalti !
A inauguração oficial aconteceu no dia 15 de novembro de 1965 com o jogo entre o Galícia da capital e um combinado cachoeirano.
O engenheiro Antônio Chouinsky que veio supervisionar as obras de restauração da ponte Pedro II, liderou e construiu uma arquibancada de madeira perto da entrada do campo enquanto a campanha dos tijolos prosseguia.
Time da Colônia Esportiva Cachoeirana














No campeonato que se organizou, a Colônia Esportiva Cachoeirana (foto acima) foi campeã do ano de 1966.
no ano seguinte foi a vez do Cruzeiro, (foto abaixo) depois o Tororó e o Nacional

Time do Cruzeiro.Eu souy o penúltimo à direita, em pé.
.
A formação da Colônia Esportiva Cachoeirana foi fundamental para a vinda de grandes jogadores e a rivalidade entre as equipes.
Depois do insucesso do selecionado cachoeirano, no dia 26 de fevereiro de 1967, era realizado o Torneio Início para a realização do campeonato local.  
Na parte da manhã, o segundo quadro do Bangu levou a taça.
Nos jogos da tarde,os primeiros quadros:
Bangu 1 a 0 - Nacional, gol de Chiquinho
Cruzeiro 1 a 0 Comercial de Muritiba, gol de Carlyles
Colônia 1 a 0 Tororó, gol de Badaró
Cruzeiro 1 a 0 Bangu, gol de Onildo
E na decisão, Cruzeiro 1 a 0 na Colônia, gol de Onildo, novamente.
A equipe campeã do Torneio Início, o Cruzeiro, jogou com a seguinte formação:
Paulo Henrique, Curió, Moacir Tinoco, Ednaldo Teles "Pão Doido", Deca, Didi Zoião, Zé Melo, Careca (Onildo), Carlyles, Cueca e Carlinhos.












Nenhum comentário:

Postar um comentário