quarta-feira, 12 de março de 2014

                                                          Cachoeira 
e  
 Santo Amaro
177 anos de elevação aos foros de Cidade

Sonhavam os nossos avós cachoeiranos com a elevação da então pungente Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira aos foros de cidade. E bem o mereciam. Naqueles tempos, diferentemente de hoje, não era fácil, entretanto. Basta dizer que, vindo visitar a Cachoeira o mau humorado Imperador D. Pedro I no dia 18 de Abril de 1828, as autoridades entregaram-lhe uma bem fundamentada petição, inclusive numa puxada de saco violenta, propunham mudar o nome da nova cidade para Petrópolis!!! Não deu certo. Felizmente.
Volvidos 31 anos, quando da visita do seu filho D. Pedro II, a Lei nº 43 de 13 de Março de 1837 já havia completado 22 anos. Entre o pedido original feita a Pedro I e a sanção do então governador da Província Francisco Prisco de Souza Paraízo, havia se passado nove anos.
 
No referido Decreto (cópia facsimilada abaixo), Cachoeira ficou com a denominação de “Heroica Cidade da Cachoeira” e dia 25 de Junho "Festividade Nacional".

Santo Amaro da Purificação de “Leal Cidade de Santo Amaro
Por ocasião dos festejos do sesquicentenário no ano de 1987, (volvidos, hoje, 27 anos), provavelmente pelo fato de ter reativado o jornal A ORDEM e ser o seu Redator Chefe, fui convidado para ser o orador oficial. Trabalhamos na pesquisa durante um bom tempo. A repercussão foi nenhuma. Quase ninguém (a não ser os que estavam no coreto armado em frente da prefeitura) escutou alguma coisa, por causa da evolução ruidosa feita pelas bandas marciais. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário