sexta-feira, 25 de abril de 2014

DICÁRIO
Esta seção não tem a pretensão de dar aula ou ensinar o português aos que acompanham o nosso blogger. De uma forma simples, objetiva, direta, a mantemos na esperança de que esteja sendo útil a alguém.
Veja como aplicar o PORQUE, POR QUE, PORQUÊ e o POR QUÊ.
PORQUE - É uma conjunção causal ou explicativa. Exemplos:
"Não fui ao cinema porque optei por assistir um filme em casa."
"Ela não apareceu ao encontro porque ficou adoentada."
"Pô, cara, ligue o ventilador porque voltou a fazer calor!"
"Alguém está em casa,sim, porque a janela está aberta!"
PORQUÊ - Com o acento circunflexo (chapeuzinho) na letra "e". É a forma substantivada que vem sempre antecedida dos artigos "o" ou "um". Exemplos:
"Gostaria de saber o porquê da sua precipitada decisão."
"Você poderia esclarecer o porquê para isso tudo?"
POR QUÊ - Também com o circunflexo e é usado apenas no final de frases. Exemplos:
"Parou, parou por quê?!"
"Você não leu a matéria sobre o professor Renato, por quê?"
"Eu não sei por quê mas, a verdade é que o Flamengo tornou-se campeão carioca deste ano!"
POR QUE - Sem o circunflexo, é usado em formas interrogativas diretas ou indiretas. Exemplos:
"Por que você não apareceu?"  (Pergunta direta)
"Gostaria de saber por que você fugiu!" (Pergunta indireta)
Vamos complicar mais um pouco: a forma acima pode ser substituída por, por qual, pela qual, e, no plural, pelos quais e pelas quais. Exemplos:
"Eu sei das dificuldades por que passei (pelas quais)
 Ou quando houver aa palavra motivo antes, depois ou subentendido. Exemplos:
"Desconhecemos os MOTIVOS por que o projeto foi adiado." (Pelos quais)
"Não sei por que motivo ela não veio ao meu encontro!" (Por qual)

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário