sexta-feira, 4 de julho de 2014

NO DIA 23 de junho de 1935, o jornal cachoeirano O Social, trazia a manchete que encima esta matéria. Pela vez primeira, a Cidade Heróica, - cujo cenário vem sendo utilizado para tantos filmes e documentários-,  estava sendo filmada.
O prefeito da cidade era o doutor Durval de Miranda Motta (foto) que conseguiu do governo do estado a liberação de parte dos custos para a realização das filmagens "não somente dos panoramas da cidade que os temos admiráveis mas, também, tudo que se relacione com o glorioso passado desta terra legendária e heróica".  Vemos, portanto, que o acervo arquitetônico não havia sofrido os danos irreparáveis do presente.
E segue a matéria em apreço: "a Cachoeira há de se tornar, por certo, a cidade desejada pelos turistas, pelos que admiram as tradições, pelos que amam a história dos nossos antepassados, os lances de heroísmo da nossa gente brava".
A empresa contratada foi a Continental Film, cuja equipe técnica com a presença do próprio diretor-proprietário Eurico Oliveira ficaram hospedados na cidade enquanto duraram as filmagens.
Da referida película, há mais de 30 anos passados, consegui do saudoso amigo Telmo, proprietário do Cine Real, alguns fotogramas, que ilustram este artigo.  O filme já estava estragado dentro de uma lata enferrujada! Não temos notícia de haver alguma outra cópia.




Nenhum comentário:

Postar um comentário