quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Os trezentos e sessenta e cinco dias do ano, convencionou-se como sendo um ciclo natural das coisas. Então, antecipando a agitação que teremos amanhã, dia 31, estamos antecipando o que programamos para os nossos queridos leitores pois, logo logo vem o Ano Novo!
Quando eu era menino a  palavra era "Ano Bom" que saiu de moda, hoje é apenas um verbete no Dicionário.
O ano de 2015 que se findou foi um Ano Bom? O que esperar de 2016? 
Quero agradecer o privilégio de tê-los como leitores. Que 2016 não seja tão ruim como dizem por aí. Muita Paz para todos!

 

Meus  Natais !
Os meninos da minha época acreditavam em Papai Noel sem jamais ter conhecido qualquer desenho,qualquer figura, qualquer ilustração do Bom Velhinho. Isso só ocorreu, depois, graças à Coca-Cola. Mas a gente ansiava pelos presentes que amanheciam aos pés da cama, as bolas de borracha, os carrinhos de madeira e de galalite, apitos, cornetas,tambores, peões de madeira etc. Debaixo do sobrado da filarmônica Lira Ceciliana existia um senhor chamado Anísio. Ele possuía um torno e fabrica peões pra vender.
Um certo Natal estando com um dos meus companheiros de infância, Sócrates, apelidado de Tó, travamos uma discussão danada. Ele, com sua inconfundível voz anasalada, argumentava:
- Você é besta! Quem vai colocar o presente que você vai encontrar de manhã é Laurinha, não é Papai Noel coisa nenhuma!
"Laurinha" era a minha madrinha. Existia, sim, uma certa lógica mas eu insistia no meu sonho. Por pouco não enfiei a porrada nele pra ele deixar de ser teimoso. Aliás não brigamos por causa de chegada de dona Amor (foto).
 Ela morava na parte térrea do sobrado onde moravam os pais de Tó, professores Edméa e Salvador,hoje pertencente à Caixa Econômica Federal. Dona Amor (chamava-se Arlinda), foi minha parteira, quem "me aparou", segundo a minha mãe.  Diziam que ela era irmã do professor Salvador. 
Cada um de nós imaginávamos o Papai Noel de uma forma exclusiva. Tempos depois é que o marketing da Coca-Cola deu forma mundial ao Bom Velhinho.
A primeira loja que materializou a entrega de presentes foi a de propriedade de Antônio de Assis Costa, (foto) Coletor Estadual, filho do antigo comerciante e Vereador Júlio Costa. Toninho Costa era diretor da Desportiva,presidente da Liga Cachoeirana de Futebol, foi candidato a prefeito em 1954 mas foi derrotado por Stênio Burgos. A sua loja era na parte térrea de um sobrado (assinalado) e que não mais existe, na antiga Rua das Lojas.
No sobrado propriamente dito, se armavam um dos presépios mais famosos da cidade; o da dona Delcina. 

A ideia original de Toninho Costa foi abraçada por Jorge Abdala que fantasiava Tibu, irmão de Tabatinga e fazia entrega dos presentes no seu jeep, no dia 25, no que ele proclamava como sendo  "o tradicional Papai Noel da Loja Jormeire"
Armar presépio era, também, uma tradição na cidade. Na minha casa ele era armado todos os anos. Os caixotes de madeira ficavam guardados nos mezanino. Neles, eram guardadas as figuras de barro (feitas pelo pai de Tamba), casinhas e bangalôs (feitos por Eduardo Sangue Azul), areia da Barra, búzios, conchas, musgos,espelho, papel pintado etc. As figuras da Família Sagrada e os três Reis Magos eram guardadas em separado, talvez por serem valiosas. Diziam que eram de marfim.
Lembro-me de haver visitado os presépios da dona Delcina, do dindinho Mota na praça da Aclamação e o de Douglas da Pipoca, na Rua dos Artistas.
Quando estive secretário da Educação na cidade de Muritiba, na primeira gestão de Babão, mesmo contando com o apoio do pessoal da secretaria, o Concurso de Presépios não prosperou, todo o mundo preferindo a praticidade das árvores natalinas e pronto!
Eu usava calças curtas quando vi a primeira árvore de Natal ao vivo. Foi na casa do doutor Neiva, no Monte. Ele era Fiscal do Consumo, um homem rico. Fiquei encantado com o pisca-pisca e as multicoloridas e frágeis bolas de aljofre. Acabei quebrando uma,sem querer!
A minha irmã, Lilita era muito criativa. Apanhou um galho seco no quintal. Encheu uma lata de querosene de terra, enfiou o galho já enrolado de papel crepom, algodão imitando neve e algumas flores de papel que ela confeccionou... e os meus natais nunca mais foram os mesmos.










 


Há 28 anos passados, o memorialista Francisco José de Mello, meu saudoso amigo Chiquinho, publicava em A ORDEM, jornal que nós dirigíamos a matéria que transcrevemos abaixo para reflexão do nosso leitor de hoje.
 
O Natal do passado na Cachoeira 
Antecedíamos à Segunda Grande Guerra Mundial (1939/1945) e nossos costumes eram bem diferentes.
Ainda  não havíamos nos tornado uma sociedade consumista, e nem sido contagiados  pela onda de "macaquice" generalizada do após guerra que tomou conta do nosso povo, quando passamos a imitar os costumes e os modismos americanos, quando fomos invadidos pela "onda" do plástico, da goma de mascar (chicles), a Coca Cola e o Rock.  
Contávamos apenas com o rádio, pois, a televisão ainda estava por vir. As organizações de marketing nas empresas publicitárias achavam-se em estado embrionário. Não havia o incentivo consumista.
Não se falava em dólares...não havia 13° Salário, mas...o dinheiro dava para todos e para tudo...
Todos, por mais humildes que fossem, podiam comprar , sem sacrifícios, seu peru, seu queijo e ter uma mesa farta!
A música natalina mais em voga,era tocada pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Era ela, a eterna música de Assis Valente:
"Anoiteceu, o sino gemeu/ e a gente ficou/feliz a rezar/Papai noel/V~e se você tem/ a felicidade para me dar..."
Tínhamos a felicidade...e não sabíamos!
A vida era mais simples, e o povo também. No seu rosto não havia a amargura de hoje!
Na véspera do Natal, praticamente, Cachoeira se transferia para Belém ou Capoeiruçu.
Boa parte das famílias da Cachoeira veraneava nos dois distritos, sendo Belém mais procurado. E era por isso que os habitantes da Cachoeira acorriam à Missa do Galo, em Belém.
Não havia estrada de rodagem, nem transporte motorizado. De seis quilômetros que separa Cachoeira da vila de belém, eram vencidos na canela...e ninguém sentia. Eram bandos alegres de jovens de mente sadia.
Cachoeira, esvaziava-se! A cidade revestia-se de uma quietude imensa, enquanto Belém e Capoeiruçu, regurgitava de gente, alegre, feliz, entoando a música de Assis Valente: "Anoiteceu, o sino gemeu!"  No dia 25, ao voltar, todos traziam as enfieiras de caju, que naquele tempo não era comercializado.
Saudosismo? Nostalgia? Sim. Nostalgia de um tempo bom, onde nem havia tanta miséria, onde nem havia violência, quando a vida mesmo sem o conforto de era eletrônica, sem a rapidez dos transportes, era mais tranquila, mais feliz, dentro da sua simplicidade.
 Com um Natal menos comercializado, menos consumista, parece que nos identificávamos melhor com o evento natalino e nos sentíamos mais próximos de Jesus, que, também, era simples e pregou,sempre, a humildade!
Fecho os olhos...volvo ao passado distante...e sinto uma saudade imensa de um tempo que não volta mais.

 


  
Na foto acima que foi tirada no dia da inauguração da arquibancada da quadra do Mentezuma, com certeza vocês devem reconhecer muita gente, não é verdade? Duas filhas minhas, Erilêda e Rita estão presentes.Quem mais você reconheceu?
 ACONTECEU
Na cidade de Duque de Caxias (RJ), dois PMs são acusados de sequestrarem um traficante (foto) e levarem vários objetos da casa, até os brinquedos das crianças! Também entraram na dança o sargento Uilliam Masterson Oliveira de Souza e o soldado Elias Moreira Bernardo que foram autuados pelo crime de extorsão mediante  sequestro.

O ex-diretor da Petrobras preso pela Operação Lava-Jato, Nestor Cerveró, que recebeu indulto de Natal, foi recebido no Aeroporto Santos Dumont (foto), com uma estrepitosa vaia. Ele, - e todos os demais envolvidos -, bem o merecem.

A cidade de Salto, (SP), se comoveu com a história de Fernanda Mazzeto e Willian Nague. Internada no hospital São Camilo, tratando de um câncer, ali mesmo no hospital ela realizou o seu grande sonho: casar-se. Na foto, ela aparece vestida de noiva, feliz. Infelizmente ela não chegou a ver as fotos porque veio a falecer por complicações no quadro clínico. 

 Não, não, não foi no Brasil, não, gente, aconteceu em Derbyshire, na Inglaterra, um ladrão vestido de Papai Noel invadiu o Restaurante KFC (que estava fechado), rendeu os funcionários e "limpou" o cofre da empresa.
O Papai Noel ladrão foi flagrado pelas câmaras de segurança.

Ministros do Tribunal de Contas da União criticaram o parecer do relator do Congresso pela aprovação das contas do governo federal.
O ministro Augusto Nardes (foto), relator das contas do TCU, disse que, os decretos presidenciais que autorizavam gastos não tiveram o aval do Congresso que os ministros do governo, Nélson Barbosa (Fazenda) e Valdir Simão (Planejamento) reconhecem a existência da dívida com os bancos privados por conta das "pedaladas"
As famosas "pedaladas fiscais", conforme sabemos, são manobras em que o governo retém pagamentos a bancos públicos a fim de melhorar artificialmente as suas contas. Deu no que deu.

Ainda falando em grana, o governo federal teve de resgatar R$ 855 milhões a fim de fechar as contas. Em novembro, a arrecadação caiu 17,3%. Com tamanha recessão, o governo terá dificuldades para cumprir a meta fiscal de 2016.

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, anunciou que já começou a pagar os médicos e enfermeiros da rede estadual. Enquanto isso, no Hospital da Mãe, em Mesquita, na Baixada Fluminense, referência em obstetrícia, uma senhora deu a luz na calçada, por falta de atendimento.
Enquanto isso, o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ, também conhecido como Hospital do Fundão, estão encontrando dificuldades para atender aos pacientes. 

Pesquisadores israelenses estão realizando testes de DNA em uvas. O objetivo é recriar "vinhos bebidos nos tempos bíblicos". Ih, galera, será que os evangélicos vão encher a cara? Ou não?

Na Coreia do Sul, mais de cem voluntários se fantasiaram de Papai Noel num evento de caridade para dar presentes aos pobres. Na foto, os Bons Velhinhos aparecem jogando as toquinhas para o ar. 

Na Flórida (EUA), o professor Justin Branik (foto),perdeu totalmente a noção,e,durante uma aula, pegou seu aluno de apenas 5 anos pelo tornozelo e o jogou por sobre seus ombros. Ao bater no chão a criança ficou inconsciente sendo levada para o hospital. O professor aloprado pagou fiança mas vai responder processo.
O pessoal da minha geração deve se lembrar que os professores podiam aplicar corretivos nos alunos, como fazê-los ajoelhar no milho, levar beliscões, reguadas e outros castigos. Existiam as sabatinas, o aluno que não soubesse a resposta, o que soubesse dava um "bolo" de palmatória.
Na Ponte Nova, na parte térrea do sobrado em frente à Igreja Presbiteriana, funcionava um colégio particular de uma professora gorda chamada Ana, esposa do tenente Percílho. Ela gozava a fama de disciplinadora. Fui testemunha ocular de encontrar seus alunos com enormes livros na cabeça e outros portando cartazes tipo "não estudei a lição" e "sou aluno desobediente e malcriado".
Naqueles tempos, a propaganda do governo dizia que "a escola é risonha e franca!"

O Rio está registrando a impressionante sensação térmica de 55 graus. E os meteorologistas do Inmet dizem que vem mais calor para os próximos dias. Quantas saudades da brisa do meu rio Paraguaçu ao cair da tarde, sentado na ponte Pedro II. Quantas saudades da minha Vila residencial de Muritiba. 

Vem da cidade de Cocal, no Piauí, a inusitada notícia da retirada do corpo de uma idosa do caixão durante o velório, pela Polícia local. Acontece que, o irmão da falecida denunciou que a filha dela a agredia constantemente e que os maus tratos poderia ter causado o óbito.
O corpo foi enviado para a realização do exame pericial, enquanto a Polícia intimava a filha da morta que disse em sua defesa que "batia na mãe porque ela chorava muito à noite".

 O ex-governador da Bahia e atual ministro da Casa Civil, Jaque Wagner (foto),reconheceu em recente entrevista, que o rombo fiscal se deveu "à desoneração exagerada", ou seja, erros do governo.
O salário mínimo será de R4 880, ou seja, R$ 92, inferior à inflação.

Vamos rememorar o discurso de posse da presidente Dilma Rousseff ?
"Em todos os anos de meu primeiro mandato, a inflação permaneceu abaixo do teto da meta e assim vai continuar".
 O teto era de 6,5%. Segundo as últimas projeções do mercado, 2015 fechará acima dos 10%
"A taxa de desemprego está nos menores patamares já vivenciados na história do nosso país".
O terceiro trimestre de 2015, a taxa de desemprego ficou em 8,9%, a maior desde 2012,segundo o IBGE.
"As mudanças que o país espera para os próximos quatro anos dependem muito da estabilidade e da credibilidade da economia".
O Brasil perdeu o grau de investimento internacional, enquanto a economia encolheu e as perspectivas para o próximo ano são são animadoras.
"A luta que vimos empreendendo contra a corrupção e, principalmente, contra a impunidade, ganhará ainda mais força com o pacote de medidas que me comprometi durante a campanha, e me comprometo a submeter à apreciação do Congresso Nacional ainda neste primeiro semestre".
E o fez, ao baixar a Medida Provisória 703 beneficiando as as empreiteiras envolvidas na Lava-Jato que poderão voltar a receber contratos do governo.
"Sei que conto com o apoio do meu querido  vice-presidente Michel Temer, parceiro de todas as horas".
Sem comentários rsrs.











quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

É o que desejamos para todos os que nos honram com a leitura semanal deste blogger. Observem na montagem que fizemos como ficaria linda a Árvore de Natal Cachoeirana se o mesmo banco que patrocina a daqui da Lagoa do Rio de Janeiro o fizesse na Cachoeira. É Natal, galera, vale a pena sonhar mas, se ninguém pedir, com certeza o sonho jamais se realizará.
 
Jesus Cristo é o Senhor do Natal

Wladymir Soares de Brito
Aproxima-se o final de mais um ano, já estamos no final de dezembro, mês que ultima o calendário e nos enche de esperanças e sonhos sobre o novo período que está para começar. Dezembro é especial. Há uma atmosfera diferente, as cores inundam nossos olhos, os sons nos enternecem. Há um clima de compreensão maior entre os homens. Qual o motivo? Porque esse mês é tão marcante?  Por que nele celebramos o Natal! Comemoramos o nascimento dAquele que veio para nos salvar, perdoar os nossos pecados, dar vida eterna.
Dezembro é o mês assinalado para que o mundo pare e reflita sobre o incomensurável amor de Deus. Deus nos amou tanto que se fez um de nós, tornou-se homem, achado em figura humana. Em Cristo vemos e testificamos a Graça que se fez carne. Nele,a Misericórdia do Eterno pode ser tocada. A salvação fez-se concreta.
Assim comemoramos o Natal ! Natal de Cristo! Jesus Cristo é o Senhor do Natal! Nada pode fazer sombra ou ofuscar tal realidade.


 


















É maravilhoso nos confraternizarmos, sentarmos à mesa em família, como amigos, como irmãos. Mas o conteúdo da festa é porque Jesus Cristo é o Senhor do Natal ! É maravilhoso ganharmos e darmos presentes, nos sabermos lembrados e agradecer àqueles que tanto significam para nós - e pouco importa o valor econômico do presente pois o que vale é o gesto, a intenção. Mas o conteúdo do simbolismo dos presentes é porque recebemos o maior presente que alguém poderia ganhar: Cristo. Sim, Jesus Cristo é o Senhor do Natal!
É maravilhoso preparar a Ceia, sonhar com os filhos e netos juntos, correndo e rindo na noite de Natal. Abraçar e beijar aqueles a quem amamos. Mas a essência da celebração é porque Jesus Cristo é o Senhor do Natal!
Só é possível a alegria, a música, a luz, a celebração e o riso porque Ele nos nasceu. Um menino Se nos deu. Naquela noite em Belém, quando um dia de glória eterna raiou e se deaz real e no coração e na vida de todo aquele que crê.
Bendito seja o Senhor do Natal!
_____________________________________________________________________
 Wladymir Soares de Brito é Pastor presbiteriano, advogado tributarista e Diretor Acadêmico da Faculdade Mackienzie Rio de Janeiro
______________________________________________________________________


 
 
Peão de Trecho
Barrageiro é o sujeito que trabalha na construção de uma barragem, seja no escritório ou no campo. É também conhecido como Peão, ou ainda, Peão de Trecho pela constante mudança de domicílio, de obra e empregador.
O Peão não tem apego a nada. Se uma "Gata" (empresa) está pagando melhor do que ele está ganhando, ele pula fora,na hora. Aliás, decisões desse tipo são tomadas por grupos inteiros. 
Convivi com barrageiros durante boa parte da minha vida, quando trabalhei nas obras de Pedra do Cavalo, e, depois, na sua funcionalidade.
O autor desta reminiscência acompanhando uma sondagem, no campo.
 Entre os barrageiros funcionava, com bastante eficiência, a "Radio Peão", onde as notícias sobre alojamento, refeições, acidentes melhores salários, a vida de fulano, quem estava comendo quem,enfiam, as notícias viajavam à velocidade da luz e olha quem ninguém sonhava em Internet, ainda.
O trabalho do Peão é um trabalho duro. Não exagero em dizer que, por vezes é até desumano. Canteiros de obra não oferecem qualquer conforto, ora é o sol causticante e impiedoso de fazer "rachar bola de gude", ou é a poeira sufocante, ou é a lama da chuva que cai e da chuva que molha até os ossos...
Mas, galera, o motivo desta crônica é abordar o tema do linguajar peculiar, do vocabulário do barrageiro.
BOIA - Refeição
BUFUNFA - Dinheiro
BRECHETE - Construtora Norberto Odebrecht
BOM BRIL - Atesta Médico gracioso
BODE - Pequenos furtos
BODEIRO - Quem pratica pequenos furtos
CACHIMBO - Encarregado da Turma
CACHORRA - Mulher sem vergonha
CAPIM - Salário
DAR BODE - Confusão
EMPINAR PAPAGAIO - Tomar dinheiro emprestado
GATA - Empresa,firma
JACARÉ -Demissão, corte de   pessoal
Nó - Sair do trabalho na hora do expediente
PIRADO - Doido
PEIXE - Pessoa influente, amigo íntimo
RANGO - Comida.
A maioria das palavras e expressões já são de uso corrente.
Gostaria de lembrar um episódio interessante. No final do ano, havia um encontro de confraternização. No meu setor que era o Setor Administrativo é o que reunia mais gente. O encontro no refeitório reunia muita gente independentemente de nível hierárquico, a  comida era rebuscada mas não havia ingestão de bebidas alcoólicas.
Apareceu pela primeira vez a brincadeira do "Amigo Secreto". Naqueles dias, Lima, encarregado do Setor de Limpeza, saiu resmungando com o seu "amigo oculto":
- Fui logo tirar aquele sacana ! Comentou ele na minha presença. Disse-lhe o seguinte: Olha, Lima, se você fazia restrições a alguém que estava participando, você não devia entrar, você sair, agora, comentando de sala em sala pode lhe causar transtornos futuros. E não deu outra. Quando ele foi chamado e partiu para dar o seu presente (um cinturão) ao Chefe Administrativo, Antônio Borges, o pau comeu, Borges não quis aceitar, foi um empurra-empurra, um quieta-acomoda mas no fim prevaleceu o espírito natalino.

 

 
 
 
A foto acima é da década de quarenta. Nela vemos o Bar e Sorveteria Cometa que eu alcancei sendo dos finados Urbano,e, depois, Nadinho Viramundo, ocasião em que os picolés de coco eram de côco de verdade.Na parte de cima do sobrado funcionava o Monte Pio dos Artistas Cachoeiranos.
A gente pode observar alguns detalhes interessantes: que na casa natal de Teixeira de Freitas existia uma janela lateral; mais abaixo uma placa de "Melhoral" , no poste uma tabuleta do Cine Teatro Cachoeirano e uma bomba de gasolina da Shel.
A foto acima é da década de cinquenta. Eu era criança mas cheguei a assistir alguns jogos no campinho da avenida Ubaldino de Assis. O time é o Ipiranga mas,por mais que eu puxe pela memória, só reconheci o jogador do meio, Lourinho, marido de Nair, minha querida e saudosa amiga, funcionária de Leitalves e que montou um dos restaurantes mais famosos da cidade que rivalizava com a Gruta Azul. 
Alguém aí consegue descobrir a identidade dos outros dois?
 
 
                Aconteceu
Desbaratada uma quadrilha de coronéis que desviou cerca de R$ 16 milhões do Hospital Central da PM do Rio de Janeiro. A propina era paga aos oficiais, ao vivo,  em mochilas, pelos "serviços" de contratos superfaturados e processos de compras sem licitação. Os acusados responderão por organização criminosa, peculato e corrupção ativa.

O Vaticano anunciou que irá canonizar a religiosa Madre Teresa de Calcutá. A cerimônia será realizada e setembro do próximo ano. 

O Papai Noel chegou mais cedo no Morro do Borel, na Tijuca, Rio de Janeiro. A iniciativa de distribuir brinquedos com as crianças da comunidade foi do funkeiro Nego do Borel, na foto vestido de Papai Noel. Uma bela iniciativa. 

O sargento Madson Silva de Araújo e o soldado Carlos Alberto Assunção Júnior meteram a porrada em um casal, na cidade de Duque de Caxias (RJ). Acontece que, uma testemunha flagrou a violência. A Polícia Militar instaurou um inquérito e os dois "agentes de segurança pública" serão responsabilizados perante a Justiça Comum e Militar.

 Fui informado no fim da semana sobre o falecimento do professor Manoel Borges da Silva, em Muritiba, na Bahia, grande amigo e meu professor do idioma Esperanto. Borges era um ser humano muito querido e que jamais esquecerei 

No seu depoimento na semana passada à Polícia Federal, o ex-presidente Lula confirmou que lhe passaram a perna, que ele nomeou, sim, os diretores que roubaram a Petrobras mas, ele não teve nada a ver com as indicações que foram políticas e bancadas por Zé Dirceu.
Essa estratégia já deu certo no escândalo do mensalão.

O ex-ministro Joaquim Levy se esforçou para dar credibilidade à política econômica do governo mas, foi descartado pelo mestre da nova matriz macroeconômica, Nélson Barbosa.
Mesmo magoado com as traições, com as armadilhas e campanhas do próprio companheiro de ministério, Levy teve um comportamento decente, magnânimo, um exemplo de dignidade. 

Um garotinho estava num  supermercado dos EUA com os pais quando ia passando um idoso e ele pensou que era o Papai Noel. O velhinho não o decepcionou, prometeu levar presentes, o carregou e beijou e, ao se despedir, não esqueceu o tradicional rô-rô-rô-rô !

Já coroada e colocando a faixa de Miss Universo 2015, a Miss Colômbia foi surpreendida com o retorno do apresentador do concurso que pediu desculpas pelo equívoco cometido por ele, a vencedora do concurso era a Miss Filipinas que na foto é coroada enquanto a outra, atônita,ainda ostenta a faixa de vencedora!
Há 61 anos passados, em 1954, portanto, a baiana Martha Rocha foi aos Estados Unidos representando a beleza da mulher brasileira. Todos já a consideravam vencedora mas, acabou ficando em segundo lugar. A revista "!O Cruzeiro" criou então que a baiana perdeu porque um dos jurados disse que ele possuía duas polegadas a mais. E isso deu até uma marchinha de carnaval:
Por duas polegadas a mais/Passaram a baiana pra trás/Por duas polegadas e logo nos quadris/Tem dó,tem dó seu juiz!
 
O Comitê de Ética da FIFA afastou Joseph Blatter e Michell Platini  por oito anos  de atividades relacionadas ao futebol. Não se falou em devolução de grana.

Contrariando a recomendação do Tribunal de Contas da União, o senador Acir Gurgaez, apresentou o seu parecer pela aprovação das contas de Dilma de 2014, apesar das "pedaladas" 

O incêndio que consumiu o Museu da Língua Portuguêsa, na capital paulista, apresenta indícios de que foi um curto-circuito em uma muninária que causou o sinistro.
O mueseu não tinha o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros. O comandante geral da corporação, coronel Rogério Duarte listou os principais pendências dizendo que faltava ao museu "criar uma estrutura para dificultar a propagação das chamas" Agora?!

Em apenas uma semana, aqui no Rio, casos de microcefalia sobem 42,4%, o Hospital da Mulher não atende nem emergência, dois hospitais são fechados, funcionários reclamam de salários atrasados, o secretário de saúde, Felipe Peixoto anuncia sua saída no meio da crise de saúde pública do estado.

Se o sujeito fizer um empréstimo de R$ 1 mil no cartão, em um ano, sabe em quanto a dívida está? Em R$ 5 mil ! É um roubo, um escândalo, ujm dívida impagável essa taxa de 415% ao ano.
Segundo estatísticas atualizadas, no Brasil são 57 milhões que não conseguem pagar as contas.
 

 

 





 

 










 

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

 
MEMÓRIA
Desenvale Notícias
Em agosto de 1985, há 30 anos passados, portanto, com a implantação da Assessoria de Comunicação e Informação da Desenvale - Companhia de Desenvolvimento do Vale do Paraguaçu -, desenvolvi um projeto para a implementar um mensário que foi aprovado. A única exigência que fiz foi requisitar a minha esposa, Luiza, então secretária da Construtora Norberto Odebrecht, a fim de auxiliar-me na execução do projeto, pela sua experiência no ramo, e por ser exímia datilógrafa. Fui atendido.
A cada edição do Desenvale Notícias a minha responsabilidade dobrava ao mesmo tempo em que a popularidade nos meio dos funcionários da obra, da "peãozada" e dos escritórios em Santo Amaro, Salvador, etc  também crescia.
A prioridade do mensário, claro, era com a divulgação da obra, seu andamento, os acontecimentos sociais das empresas envolvidas, mas, a Cachoeira tinha lugar de destaque. Demos todo apoio a Seminário que se realizou na Cachoeira e, graças ao jornal, a Desenvale providenciou a restauração do lastro da ponte D;Pedro II que ficou totalmente arruinado depois de uma das enchentes do rio Paraguaçu.
O Desenvale Notícias circulava com mais de três mil exemplares distribuídos gratuitamente. Muitos cachoeiranos o recebiam. Se realizarem uma Gincana, será que alguém ainda guardou algum exemplar?  
Da esquerda para a direita: Foto na Redação. A bem da verdade, quem carregava a publicação nas costas éramos eu e minha saudosa Luiza, sentada à máquina> Os demais apenas figuração. Na foto sequijte, eu apareço ao lado do então diretor Administrativo, Fernando Mota.
Em baixo, na mesma ordem: O presidente da empresa, Ivan Guanais e Paulo Méccia, diretor Técnico, genro do então governador João Durval Carneiro.
 
FUTEBOL
O pedreiro Marivaldo
No ano de 1965, alguns esportistas veteranos da Cachoeira capitaneados por Evangivaldo Borges e Silva - Vanjú -, organizaram a Liga Cachoeirana de Futebol, ainda no campinho da avenida Ubaldino de Assis disputando o chamado Torneio do Povo e a taça Nely Rocha.
Joselito Brás, filho do saudoso ferroviário e delegado de Polícia, Ursulino Brás, trouxe excelentes jogadores para reforçar o Flamenguinho do presidente Roque Ferreira Pinto. Dentre esses, o meia Marivaldo (foto).
A decisão do Torneio do Povo foi no domingo dia 21 de fevereiro de 1965 e foi ganho pelo Cruzeiro em cima do referido Flamenguinho por 2 a 1, gols de Quequita e Badú, descontando Bau de Pequel para o rubro-negro cachoeirano.
Dois anos depois, em 1967, portanto, inscrito pela equipe do Cruzeiro para disputar o campeonato local no novo estádio, Marivaldo conquistaria o campeonato, o seu nome passou a ser uma unanimidade na cidade para ser o titular da seleção de futebol da Cachoeira. Vide foto do Túnel do Tempo.
Estamos, já, em 1968. A seleção cachoeirana vinha obtendo bons resultados até que enfrentou a poderosíssima seleção de Feira de Santana, enxertada de jogadores que já haviam atuado como profissionais. No primeiro jogo,no dia 7 de abril de 1968, houve um empate de 1 a 1. O segundo jogo seria realizado no Estádio Joia de Princesa, em Feira de Santana. 
Uma caravana enorme seguiu da Cachoeira para Feira. Lembro-me de ter encontrado na arquibancada com o professor Carlito Brito a quem eu sucedi no comando do programa de calouros aos domingos em benefício da Casa dos Velhos. Logo depois fui chamado por Nilton, primo do professor Renato Queiroz que estava acompanhado de algumas pessoas. E ele me perguntou o seguinte: "Filho de Jessé! Tinha lugar pra mim neste time?" Eu era menino mas lembro que ele foi um grande centro-avante, chegou a ser profissional no time do Vitória da Capital. Disse apenas,, "Claro"!
 Aquele foi um dos jogos inesquecíveis para mim, cheio de dramaticidade, ataque em massa do time feirense, bola no travessão do goleiro Ceguinho e Marivaldo protegendo a bola pelas laterais nos minutos finais da prorrogação, praticamente segurando o novo empate, dessa vez por 2 a 2.
Aquela partida, aquela atuação de Marivaldo garantiu-nos disputar uma terceira partida com o feirenses e, finalmente, a vitória por 3 a 1.
Depois da conquista do título, várias pessoas se empenharaqm em pedir ao pedir ao então prefeito Julião Gomes um emprego para Marivaldo, inclusive um amigo que o prefeito muito considerava: Roque Pinto. Marivaldo era pedreiro. Não sei se Marivaldo não se interessou pelo salário, o fato é que ele acabou não ficando na Cachoeira. Soube recentemente que ele já é morto.

Da esquerda para a direita, em p´re: Seu Nego Sapateiro, Chico da Padaria (presidente da Liga), Valter Nevile (presidente do Cruzeiro),Curió, Nelson, Vando, Deca, Irmão de Pequenininho, Didi Zoião, Bussuçu, Tote, Erivaldo Brito (vice presiedente) e Nelson.
Agachados, na mesma ordem: Marivaldo, Carlyles, (Não identificado), Zé Melo, Onildo e Pepeco.




 
 
 
ACONTECEU
O PADRE Peter Miqueli, (foto) de Nova Iorque,EUA, dono de uma bela residência e um carro de luxo, acabou sendo afastado da Paróquia acusado de roubar cerca de R$ 3,8 milhões de duas igrejas. Agora, turma, se prepare para a surpresa: tchan,tchan,tchan,tchan! O religioso é gay, a grana ele deu para o "bofe", ou seja, o namorado dele.

VOLVIDOS 123 anos, o "Padim Ciço", como é mais conhecido no Nordeste brasileiro  o religioso cearense Cícero Romão Batista,(foto) foi perdoado pelo Vaticano. A decisão abre, agora, o caminho para a sua beatificação

A POLÍCIA DA INGLATERRA está na cola do tarado que foi pego no flagra tirando fotos por baixo da saia de uma cliente da Rede Boots. Cara sem vergonha !

O PRESIDENTE DA OAS, Elmar Varião, foi em cana na Operação "Vidas Secas" que apura o desvio de R$ 200 milhões desviados da obra de transposição do Rio São Francisco. 

NO DOMINGO (13), houve em vários estados manifestações em favor do impeachment. O ato contra o governo na praia de Copacabana, Zona Sul do Rio, reuniu manifestantes trajando camisas verdes e amarelas empunhando cartazes e faixas pedindo a saída da presidente.
Também foi feita uma nova manifestação a favor do governo.  A tola discussão agora é sobre a estimativa do público presente nas duas manifestações. O certo é que todo mundo está de saco cheio dos políticos de um modo geral. Ou não?


A DONA ALZIRA Gonçalves Pires (foto) que havia completado 100 anos de idade, estava se dirigindo para a igreja na cidade de Chiador em Minas Gerais quando foi atropelada por um veículo que estava em alta velocidade. Dona Alzira não resistiu aos ferimentos. O motorista, Micheli Marques não tinha habilitação e apresentava sinais de embriaguez. 
Dona Alzira estava acompanhada do marido que também havia bebido.

O PESSOAL DA MINHA GERAÇÃO assistia na telona os filmes da Pelmex, os chamados "dramalhões mexicanos". Como a vida imita a arte, (ou será ao contrário?), em Franca (SP), Daniel Ribeiro Jacintho foi pego pela esposa, Noêmia Bordignon (na foto ambos estão juntos),saindo de uma "casa suspeita" para encontros amorosos. Após acirrada discussão, Daniel atirou na esposa, Noêmia e depois se matou. 
Segundo a Polícia, "as circunstâncias ainda estão sendo apuradas. 

NA SESSÃO DO SENADO que apura a CPI da corrupção no futebol, o presidente afastado da CBF, Marco Polo Del Nero (foto), ouviu, na lata, o senador Romário chamá-lo de "corrupto, ladrão e mentiroso". 

FOI APROVADO NÓ SENADO a autorização para funcionamento de cassinos e bingos, além de legalização do Jogo do Bicho.
Se algum empresário de fora do país por ventura investir num cassino de luxo como foi o da Urca no passado aqui no Rio  na minha terra natal, Cachoeira, na Bahia, será um passo importante para que a cidade dê um salto gigantesco em sua economia.

ADRIANO DE SOUZA venceu o Mundial de surfe realizado em Pipeline e manteve, assim, o título no Brasil.



O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (foto), e outros figurões do PMDB tiveram casas e escritórios vasculhados pela Polícia Federal. Celulares e computadores também entraram na "dança".
A Polícia Federal suspeita que cinco mangangões estão envolvidos em maracutaia de R$ 66 milhões, dinheiro pra caramba!
E a guerra se "impicha" ou não "impicha" a presidente Dilma, O Supremo decidiu coisas importantes:
a) O Senado pode barrar uma eventual decisão da Câmara autorizando a instauração do processo do impeachment;
b) O quorum no Senado para a instalação do processo será de maioria simples, desde que a maioria absoluta se faça presente. Trocando em miúdos: será necessária a presença de pelo menos 41 dos 81 senadores;
c) O entendimento do Supremo é de que o voto deve ser aberto, ou seja, a votação passada terá de ser anulada;
d) À Comissão do Impeachment só podem concorre deputados que sejam indicados pelos líderes partidários;
e) Finalmente, não existe "defesa prévia" como queria o governo. A defesa será ouvida após a  elaboração de parecer da Comissão.
Como a decisão do STF, o presidente do Senado, Renan Calheiros eleva o seu cacife político mas, tudo indica que, somente depois do recesso e do carnaval a coisa volta a esquentar novamente.