sexta-feira, 24 de abril de 2015

Eram 7h30m da manhã de uma segunda-feira, dia 24 de março de 1980, quando o caminhão de placa policial TZ-2829, vindo de Cachoeiro do Itapemirim para o Recife, vinha descendo na "banguela" no trecho compreendido entre os municípios da Cachoeira e Muritiba. Ao passar pela antiga ponte de Pedra do Cavalo, BR 101, despencou de grande altura em direção ao rio Paraguaçu, conforme ilustração que fizemos à época para o semanário Correio de São Félix. O mais incrível, galera, é que o motorista escapou ileso !
Fui até o hospital a fim de ouví-lo. Chamava-se José Mauro da Silveira. Ele esclareceu para mim as razões do acidente:
- "Quando ia entrar na ponte, percebi que uma Brasília estava parada. No sentido contrário vinha uma carreta e a colisão frontal seria inevitável. Optei por dar um encostão na Brasília mas o caminhão acabou arrancando o gradio do vão central e foi cair de uma altura de 35 metros dentro do rio".
Ao cair no rio, o motorista foi socorrido pelo auxiliar de topografia Luís Carlos Lobo, sendo, depois, conduzido para o hospital Nossa Senhora da Pompéia na vizinha cidade de São Félix onde foi atendido pelo médico Hélio Pinto Souza.Apresentava apenas leves escoriações, um golpe de pura sorte.
Durante muitas semanas o pessoal da topografia conseguiu encontrar boiando tubos de desodorante da Avon.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário