sábado, 30 de maio de 2015

ESCÂNDALO   MUNDIAL

Corrupção no futebol















Que ninguém venha tentar politizar o fato,alegando intervenção indébita dos Estados Unidos ao solicitarem a prisão, em Zurique, na Suíça, de figurões da cartolagem da FIFA, incluindo-se o brasileiro José Maria Marin, um senhorzinho de 82 anos. 

Não se pode acusar os Estados Unidos pelo simples fato de que os crimes foram em seu território, para lá os presos serão extraditados  e julgados pelas leis duríssimas de lá quando o critério de idade não vem em conta quando se pratica crimes.
Tudo começou quando o empresário brasileiro Jota Hawilla, acusado de vários crimes de lavagem de dinheiro,evasão de renda e corrupção, suborno, pra limpar a sua barra, além de pagar alta multa, resolveu colaborar com o FBI e a Procuradora Geral. É como diria o saudoso colega Brandão: "Agora é que eu vou ver merda subir de preço!"
O presidente da CBF, Del Niro, que estava em Zurique, deixou de participar da eleição da FIFA e veio refugiar-se preventivamente aqui no Brasil, pois ele não é bobo.
Em entrevista coletiva, o dirigente falou que não renuncia nem que  vaca tussa, e não acredita em corrupção no futebol. Qualquer semelhança ao que já escutamos, antes, por ocasião do mensalão e do petrolão é mera coincidência.
Enquanto isso, o todo poderoso Blatter conseguiu sua reeleição. Será (se é que vai conseguir resistir) o 5° mandato na FIFA, porque o FBI está no encalço e novas emoções estão sendo esperadas, tanto é que o ex-presidente da CBF,Ricardo Teixeira, colocou à venda a sua mansão em Miami e deve rumar às pressas pra onde? rsrsrs
O velho cartola José Marin, em 2012, na cerimônia da entrega de medalhas aos campeões da Copa São Paulo, pensando que ninguém havia percebido, meteu uma apressadamente no bolso do paletó. As câmaras das televisões não perdoaram,flagraram tudo. Dias depois que todo mundo viu, uma repórter perguntou a ele que negou tudo na maior cara de pau, aprendendo direitinho do seu chefe Maluf, de quem foi vice-governador em São Paulo.
A Polícia Federal prometeu apurar as suspeitas de mar de lama no futebol brasileiro. Será a Operação Lava Bola.
Que a CPI proposta pelo hoje senador,  Romário, não seja atrapalhada pela famosa "bancada da bola", que seja votada e devidamente regulamentada uma lei rigorosa para que os clubes e federações seja fiscalizadas pelos Tribunais de Conta. A hora é agora.








Nenhum comentário:

Postar um comentário