sábado, 23 de maio de 2015

 
MEMÓRIA
Datas Comemorativas
No primeiro mandato do prefeito Ariston Mascarenhas, eu estava como seu secretário, e o professor Adjarva Dias era o presidente da Câmara de Vereadores. O Executivo e o Legislativo viviam em plena harmonia, Adjarva era um político de caráter conciliador, credenciava-se mesmo a ser um potencial candidato à sucessão de Ari.
Em conversa amistosa com Adjarva, certa feita, lembrava da importância da Câmara da Cachoeira em tempos idos, que ficava penalizado de assistir as sessões com o plenário vazio, que a afluência do povo se dava apenas no 25 de Junho, data magna da cidade.
 Como conversa puxa conversa, evoluímos por criarmos datas comemorativas que a Edilidade cachoeirana poderia celebrar: Dia da Enfermeira (12 de maio) quando Ana Nery seria lembrada; Dia do Advogado (11 de agosto) data do aniversário do jurisconsulto Augusto Teixeira de Freitas; Dia do Engenheiro (11 de dezembro) para rememorar André Rebouças, todos os três filhos ilustres da Cachoeira.
A Câmara tem o seu próprio orçamento, não precisa pedir nada ao Executivo, então ficou fácil, o Legislativo podia convidar palestrantes de renome e hospedá-los.
A grande preocupação do amigo Adjarva era o público não comparecer, mas eu lembrei a ele que sendo ele professor, poderia falar para o alunado que o tema da palestra seria tema para provas de história e português.
No Projeto de Resolução aprovado, constava, ainda,além das datas citadas, o Dia do Médico (18 de outubro) e o Dia do Gari (16 de maio).O sucesso foi absoluto
O Dia do Gari foi, para mim, um evento sem precedente, porque o prefeito resolveu levar todos os funcionários da limpeza pública para "grutar", um neologismo da época que significava ir almoçar no restaurante Gruta Azul.
 
Na foto acima, à esquerda, o professor Adjarva discursando, e na foto seguinte, o secretário Erivaldo Brito saudando os garis em nome do poder executivo.
E para encerrar, você sabe a origem da palavra gari? No século vinte, o francês Aleixo Gary ganhou a concessão para executar a limpeza pública da cidade do Rio de Janeiro. A população carioca passou a designar aqueles trabalhadores domo "os rapazes do Gary".
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário