sexta-feira, 24 de julho de 2015


HISTÓRIA
O Convento e a Igreja do Carmo da Cachoeira
Pertencente à Ordem dos Carmelitas da Bahia, a Igreja e Convento do Carmo foi construído no terreno doado pelo casal João Rodrigo Adorno e sua consorte dona Úrsula, no ano de 1688, cujas obras foram concluídas em 1773, volvidos, portanto,85 anos da aludida concessão. A data da inauguração está no frontispício da igreja. 
Foto maior,Igreja e Convento do Carmo - Na foto pequena,acima, operários carregam imagem por ocasião das últimas obras,e,na seguinte,claustro do Convento.
 De grande significado histórico, os irmãos Carmelitas cerraram fileiras com a população cachoeirana quando do movimento de 1822, como é sabido por todos os que amam a história pátria. Com a chegada da canhoneira lusitana, um homem do povo foi perseguido e espancado pela soldadesca procurando abrigo no Convento. O Juiz de Fora, Antônio Cerqueira Lima assim relatou o fato em presidente da Província da Bahia, Francisco Carneiro de Campos, em o dia 20 de junho de 1822:
"Hoje, pelas 5 horas da tarde, apareceram na praça desta Vila, quase toda a guarnição da barca canhoneira que ontem chegou da cidade para conduzir o 1° Tenente Domingos Fortunato do Vale". E, mais adiante: "armados todos de espadas, pistolas e espingardas, puseram na maior consternação os pacíficos moradores".
E a autoridade cachoeirana,conclui: "me consta que, a bordo da mesma barca se acha preso um frade (Carmelita),a quem imputam ter ocasionado aquela assuada com razão  (o grifo é nosso), que tiveram com um soldado da dita guarnição".
 Consta nos anais da história, que o Convento abrigou a tropa de Voluntários que partiu para a Guerra do Paraguai.
o bissecular monumento cachoeirano sofreu algumas intervenções, sobretudo na parte interna, pois o altar-mor estava quase todo apodrecido. Então, graças aos esforços dos Carmelitas frei Pedro Margalho e frei Joaquim, em 15 de abril de 1931, o templo foi festivamente reinaugurado.

Na sequência da esquerda para a direita: Altar´mor, detalhe do forro pintado,e nas duas fotos seguintes,a sacristia.
Uma nova e drástica intervenção se deu no ano de 1978 transformando a nave num "centro de convenções" e o convento em sí, numa pousada.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário