sexta-feira, 22 de abril de 2016

DATAS



                Datas

Quando a Cachoeira ainda era Vila, existia a figura de um oficial municipal chamado de Almotacés. Pois bem; no dia 17 de março de 1751, o chamado Senado da Câmara local, proibia que os citados elementos andassem "armados de cipós vermelhos", o conhecido cipó caboclo com que eles baixavam a porrada "nos súditos de Sua Majestade"

Nesta mesma data, porém no ano de 1880, uma numerosa comitiva da Cachoeira se dirigia até a localidade conhecida como Buraco do Inferno, poucos quilômetros de São Félix, onde  o Barão de Cotegipe (João Maurício Wanderley - 1815/1889) veio pessoalmente para o lançamento da pedra fundamental do viaduto da Estrada de Ferro Central da Bahia. Será que a referida memória ainda se encontra por lá?
 
Nas dependências do Hotel Colombo, era fundado em o dia 17 de abril de 1940, o Rotary Clube Cachoeira/São Félix. 

No dia 18 de abril de1826, há 190 anos passados, portanto, a Cachoeira tinha a honra de receber a visita oficial do Imperador D;Pedro I
tres dias depois, portanto no dia 20 de abril do mesmo ano, o antigo Hospital de São João de Deus, de acordo com a Resolução Imperial, passava à denominação de Santa Casa de Misericórdia da Cachoeira, que,ao completar 190 anos, é uma das mais velhas do país. 

No dia 18 de abril de 1934, voltava a circular o semanário "A Cachoeira" sob a direção do deputado Augusto Públio (foto), tendo na redação, Cajueiro de Campos, Francisco Andrade de Carvalho, Nelson Silva e Artur Marques. O meu pai trabalhou nas oficinas do citado jornal que circulou por mais de cinquenta anos, graças a Felisberto Gomes,Briô, de saudosa memória.

Um forte aguaceiro caiu na cidade durante várias horas do dia 19 de março de 1856. Várias ruas ficaram inundadas,parecia uma grande enchente do Paraguaçu. Aristides Milton, nas suas "Efemérides Cachoeiranas" assegura que, um padre de nome Manuel Teixeira que morava numa casa perto da Igreja da Ordem Terceira, quase morreu afogado!

No dia 19 de abril de 1930, atendendo a uma reivindicação da professora Maria José da Silva,filha do historiador Pedro Celestino da Silva, a então Escola Reunida da Cachoeira passa a chamar-se de Ana Nery.
 No dia 20 de março de 1814, assinala uma grande reação fratricida empreendida pela autoridades policiais cachoeiranas que foram até a localidade de Santiago do Iguape "sufocar uma insurreição de escravos que trabalhavam nos engenhos de açúcar".
Novo levante aconteceu por volta de 1827,agora no Engenho Vitória (foto).
Os historiadores falam pouco desses levantes havidos no passado da Cachoeira.

No dia 20 de abril de 1960, o empresário Carlos Menezes fundava a Empresa de Transportes Odália para fazer a linha Muritiba, São Félix e Cachoeira para Salvador e vice e versa. 
Na foto acima, tirada em Muritiba, por um fotógrafo amador, aparecem, da esquerda para a direita,o proprietário da empresa, Erivaldo Brito, Dadinho e Heraldo (Os Tincoãs, formação original) e o professor Carlito Brito, que foi o mestre de cerimônia do primeiro aniversário da Odália.











Nenhum comentário:

Postar um comentário