sexta-feira, 13 de maio de 2016

DATAS










Sob o comando do capitão Justino Pereira de Mello, desembarcavam na Cachoeira, em 9 de maio de 1865, setenta voluntários vindos de Juazeiro com destino à Guerra do Paraguai.
Nesta mesma data, no ano de 1898, em Funchal, capital da Ilha da Madeira, era encontrado morto o engenheiro André Pinto Rebouças (foto) natural da Cachoeira.
Não se sabe se houve um acidente, um mal súbito ou foi suicídio, pois André resolveu auto-exilar-se após a deposição do seu fraterno amigo o Imperador Pedro II

O dia 10 de maio de 1959 caiu num domingo. O público esportivo aguardava a decisão do campeonato de futebol da Liga Sanfelixta entre o Cruzeiro Cachoeirano e o Canto de Muritiba, da vizinha cidade serrana.
A partida foi emocionante e, ao final, o Cruzeiro acabou vencendo por 3 a 2. Todos os três gols dos cachoeiranos marcados por Binoca, enquanto Paulo e Rafael marcaram para os muritibanos.
O Cruzeiro Cachoeirano jogou naquela ocasião e conquistou a taça de campeão com a seguinte equipe; Rozí, João Marreteiro, Moacir Tinoco, Bise, Hugo Mascarenhas (foto), Miranda, Carlyles, Fernando Come e Dorme, Binoca, Diquinha e Didi Zoião.

No dia 11 de maio de 1941, aos 84 anos de idade, falecia na Cachoeira o doutor Virgílio César Martins Reis, que dirigiu a cidade  na qualidade de Intendente (Prefeito), no período de 1908 a 1911.

Por volta das 7h da manhã do dia 12 de maio de 1937, a Cidade Heroica praticamente parou a fim de assistir, deslumbrada, a aeronave alemã Graf Zeppelin (vide ilustração que fizemos)
O saudoso amigo Francisco José de Mello, memorialista notável, testemunha ocular do fato, em seu livro Crônicas Memoriais, assim descreveu: "inesperadamente, ouviu-se um ronco ensurdecedor que se aproximava da cidade,e,atônitos, seus moradores eram surpreendidos vendo sobrevoando a velha cidade da Cachoeira. o gigantesco aparelho. A cidade inteira ficou alvoroçada diante daquele gigante a sobrevoar seu espaço aéreo". E mais adiante: "Seu tamanho permitia que fosse visto em todas as ruas da cidade, de ponta a ponta".

No dia 13 de maio de 1888, há 128 anos passados,portanto, coincidentemente na data em que a Lira Ceciliana completava um ano de sua fundação, ma verdadeira multidão se encaminhou até o local onde morava o maestro Tranquilino Bastos. Queriam que o maestro convocasse os músicos e saíssem em passeata pelas ruas da cidade em regozijo pela assinatura que abolia o elemento servil em nosso país. Não foi difícil para o maestro Bastos,(foto)mesmo porque no meio da multidão estavam vários músicos que obedeciam à sua regência.
E saíram em passeata entoando um dobrado novo de autoria do inspirado maestro cachoeirano, a que ele deu o nome de 14 de Maio. Tal dobrado, juntamente com o Hino da Cachoeira eram as duas composições que o maestro dizia mais apreciar.

Datado de 13 de maio de 1991, recebi um convite assinado pelo senhor Carlos Hupsel de Oliveira para a solenidade de instalação da Sociedade Civil Corpo de Bombeiros Voluntários. O projeto infelizmente não foi adiante. Desconheço os motivos.

No dia 14 de maio de 1965, era inaugurado na rua 13 d e Maio número 14, um deposito de produtos Brahma. Meu amigo Pedro Ferreira com certeza não está lembrado.

Dia 15 de maio de 1931, tomava posse no Rio de Janeiro, então capital da República, como ministro do Supremo Tribunal Federal, o cachoeirano doutor Eduardo Spinola (1875-1967)(foto)

A data de 16 de maio assinala a passagem de mais um a no de fundação do Bangu Futebol Clube, tradicional sociedade cachoeirana, que há muito tempo, graças a dirigentes como Nego Pedreiro e Barriga, dentre outros,possui sua sede própria situada na Rua Barão de Nagé número 14.
O Bangu inicialmente (década de 1950) e revelou jogadores como o goleiro Landinho Amarelo, Baú, Diquinha, Zé da Peida e Mouri.
Parabéns aos banguenses cachoeiranos.
Na foto acima, a "Escolinha" do Bangu. Conseguí identificar os seguintes jogadores;
1) Edvaldo Cajazeira - 2) Marinho Lôbo - 3) Baú de Pequel - 4) Porrão Branco - 5) Wilson Pavão - 6) Mouri - 7) Prego (irmão de Didi Zoião) - 8) Alvinho (irmão de Dadinho) - 9) Heraldo Bouzas (companheiro de Os Tincoãs)



   O roteiro da Tocha Olímpica

A indústria de refrigerantes mais conhecida e vendida do mundo, divulgou um vídeo a nível nacional sobre a Caminhada da Tocha Olímpica. De relance, ví um dos monumentos arquitetônicos mais conhecidos da minha Cachoeira. a ponte D.Pedro II. Passou de relance. Recorri ao YouTube e, quadro a quadro, vi que não estava enganado, Veja a foto abaixo;
Entrei no Portal do Governo do Estado e,contristado, não encontrei constando do roteiro, a cidade histórica da Cachoeira!!!  Gostaria de saber a explicação. 

         















Nenhum comentário:

Postar um comentário