sábado, 3 de dezembro de 2016

                                                                         
                                      Datas
                                    
Nos idos de 1837, havia na Cachoeira um número considerável de adeptos liderados por Francisco Sabino Álvaro da Rocha Vieira, que chefiou um movimento revolucionário que passou para a história com o nome de Sabinada. O então advogado cachoeirano Augusto Teixeira de Freitas (foto),  - que não era, ainda, o renomado jurisconsulto -, foi acusado de ser um dos participantes,e,depois de ser levado a julgamento e inocentado, transferiu o seu domicílio para Niterói (RJ).
Em 30 de novembro de 1837, Antônio Pereira Barreto Pedroso, então governador da Província da Bahia, enviava um ofício ao Governo Imperial,comunicando as providências por ele tomadas para reprimir o movimento comandado por Sabino (foto).cuja tropa havia saído da Cachoeira. O Governador encerrava o seu comunicado dizendo que, " se estava organizando, além de outros, um Batalhão de Guardas Nacionais", e que, "o Coronel cachoeirano Rodrigo Antônio Falcão Brandão voltaria em breve".


No dia 01 de dezembro de 1935, era inaugurada na Rua Rui Barbosa n.3 uma agência de propriedade do senhor Afonso Antônio Ferreira, especializada em máquinas de costura Singer, a primeira do gênero na cidade da Cachoeira.

Há cento e quarenta anos passados, era oficialmente inaugurado o tráfego ferroviário entre as cidades da Cachoeira e Feira de Santana, para sermos precisos, em 02 de dezembro de 1876, depois de conclusos os Viadutos dos Três Riachos (foto) e Batedor. 


Em 03 de dezembro de 1989, a prefeitura da Cachoeira anunciava a futura assinatura de um convênio com o governo do estado, cujo objetivo era restaurar o antigo Convento e Igreja de São Francisco do Paraguaçu,(foto) o que, como outros tantos projetos acabaram não saindo do papel, lamentavelmente.



Finalmente, em 04 de dezembro de 1889, chegava de Paris uma notícia que entristeceu a maioria dos cachoeiranos: a morte do Imperador D.Pedro II,(foto) aos 66 anos de idade.
Os cachoeiranos não foram de imediato adeptos da República, o Partido Liberal, ligado à monarquia funcionou, ainda, por muitos anos.





         

O poeta romano, Virgílio, (foto) disse que, "nada se espalha com maior rapidez do que o boato. Imaginem hoje.após o advento do computador, da Internet e das redes sociais! Essa mania é inerente aos humanos, é antiquíssima, portanto. Na Bíblia, temos várias passagens que trata do assunto; Levíticos, Salmos, Provérbios, nas Epístolas de Paulo aos efésios, Tito etc. O apóstolo Pedro,sobre o assunto escreveu o seguinte: " ...deixando, pois, toda a malícia, todo o engano, e fingimento, e inveja, e toda sorte de maledicências". O próprio irmão de Jesus, Tiago, foi mais enfático ao registrar o seguinte: "Irmãos: não falem mal uns dos outros".
Entre a classe política do mundo inteiro a prática da boataria prolifera. Era menino de calça curta quando surgiu o boato de que o então candidato à presidência da República, Eduardo Gomes, da extinta UDN (todos chamavam na época de "udenê" ) havia dito que ele não queria o voto "dos pobres e marmiteiros". Colou. O Brigadeiro perdeu a eleição! 

Quando se deu o rompimento do grupo liderado pelo deputado Augusto Publio e cuja Coligação elegeu prefeito Julião Gomes dos Santos, ainda na campanha, ouvi o ex-prefeito Francisco Andrade de Carvalho, - Francino - , falando a um grupo de correligionários:
- Se ele (não sei a quem ele se referia) não tiver rabo (defeito), a gente bota!
Muita gente lembrar, ainda, de um boato que surgiu envolvendo dois comerciantes, pessoas da sociedade cachoeirana, e que um carroceiro espalhou o boato de que um deles "estava servindo de mulher" para po outro! Naquele tempo não havia "orgulho gay", homofobia etc, era uma desmoralizaçao o sujeito ser taxado de viado. A grafia, segundo Millôr Fernandes (1923-2012,chargista,humorista, escritor e dramaturgo, o correto  é viado e não veado. Segundo  ele, "quem escreve veado, é viado!"
E sobre os políticos, sobretudo do Congresso,mesmo havendo falecido em 2012, Millôr foi profético:


O carroceiro quando passava nas ruas da cidade e alguém o chamava pelo nome do viado ele se entortava todo e fazia careta. Os dois comerciantes e suas famílias mudaram o domicílio.
Um fato  mais recente se deu com a morte de uma jovem estudante que estava prestes a se casar, a data e os convites já estavam circulando. De repente,aquela jovem dos seus vinte e poucos anos começou a passar mal e já chegou morta à Casa de Saúde Santo Antônio do médico Aurelino Serafim. Abateu-se, uma tragédia na cidade, sobretudo entre os jovens porque só aceitam a morte de gente idosa.
O corpo foi levado para a igreja do Monte, de onde sairia o féretro. Entre copiosas lágrimas e lamúrias ouviam-se os elogios reservados a todos os mortos:
- Parece que está dormindo!
- Salete estava tão feliz  faltando poucos dias para o casamento!
- Era uma amiga sem defeito!
O cortejo fúnebre saiu antes das 11h da manhã, com um acompanhamento inusitado.
Por volta das 16h. começou a circular o boato de que alguém que havia acompanhado um outro sepultamento, ouviu gritos abafados saindo de uma gaveta, exatamente o local onde Salete foi sepultada:
- Socorro!
- Me tira daqui,gente!
E logo o cemitério se encheu de gente. Muitos curiosos diziam não terem escutado nada e a resposta vinha imediata:
- A moça deve ter ficado rouca!
E outros querendo dar uma de médico:
- Quem sabe ela não teve uma interrupção cardíaca temporária:
E um outro:
- Já li a respeito, é um ataque de cataplexia!
A autoridade policial se fez presente,e,diante da pressão popular, mandou que se abrissem a gaveta. Nada. O corpo da moça estava exatamente da maneira que foi sepultado, as flores, tudo sem qualquer sinal, qualquer vestígio para confirmar que ela havia de fato se mexido. Mas, amigos, a conversa que se ouviu até fora das fronteiras cachoeiranas é que o corpo de Salete estava virado no caixão, que as unhas da moça estavam com pedaços do forro interno do caixão...
 Agora, galera, com a agilidade das redes sociais, - conforme dissemos no início -, não devemos dar muita credibilidade a notícias bombásticas tipo, "Dilma tentou o suicídio", Filho de Lula é dono da Friboi", "O PT trouxe haitianos para votar no Brasil", "Aécio Neves está sendo   investigado por ser usuário de drogas", "A CIA está dando cobertura ao juiz Moro por causa da Lava-Jato"...
Quando  Os Tincoãs foram contratados pela Gravadora Continental  para gravar o seu primeiro elepê, o grande sucesso que tocava nas rádios era um samba canção chamado "Boato" do meu amigo João Roberto Kely, interpretado por Elza Soares:
"você foi a mentira que deixou saudade,
Todo boato tem um fundo de verdade!"
Menos, poeta, menos!  A maioria deles, como diria um amigo italiano, "Non è vero!"


Em agosto de 1978, operários  que trabalhavam na restauração da Igreja do Carmo, na cidade da Cachoeira, carregavam a imagem de N.S.do Carmo para a sacristia. O governo do estado prometeu uma Pousada (muito bem estruturada, quando da inauguracão,com ar condicionado, piscina e um bom cardápio baiano) e um Centro de Convenções na área onde era a nave da igreja.






A moça da foto é uma modelo de vinte aninhos. moradora em Taiwan. A sua barraquinha de churrasquinho estava de mal a pior. Foi então que a espertinha experimentou atender a sua clientela com trajes sensuais. Deu certo. Hoje a barraquinha da  modelo está bombando, e não vai demorar ser imitada no Brasil. Você duvida?



Na Califórnia, um gatinho fujão causou o maior auê, porque conseguiu trepar em um poste e ficar lá em cima, numa altura de mais de 14 metros, a queda seria fatal, até mesmo para quem dizem ter sete vidas.
Trabalhadores da empresa  Pacific Gas and Electric Co. tiveram o maior trabalho para resgatar o bichano antes que a sua dona desse um piripaque. 


E por falar em poste, em Cuiabá, um homem suspeito de haver tentado furtar uma residência,foi amarrado por populares em um supra citado.Vejam a foto
Vejam bem: o elemento era apenas suspeito de furtar. Furtar o quê? Segundo os policiais, suspeito de furtar uma capa de um celular pensando que era o aparelho telefônico!


Recordei-me agora de ter lido que, na minha terra natal, na década de 30, um pobre homem acusado de ter roubado uma galinha, foi detido e amarrado num poste, na Rua da Feira. O advogado Alexandre Alves Maciel Júnior,(foto) que morava nas proximidades, ao sair para o trabalho, desamarrou o sujeito e ameaçou processar aos que quiseram "fazer justiça com as próprias mãos!"

A imprensa divulgou esta semana a lista de pelo menos 10 senadores que são beneficiados com supersalários. Todos eles com a mesma desculpa decorada: Estão amparados por leis (feitas pelos próprios) para superar o teto.
O fato de receber acima do teto, levou o nosso conterrâneo Otto Alencar (foto) a abrir mão da presidência da Comissão do Extrateto,porque preferiu não revelar quanto ganha.
Otto Roberto Mendonça de Alencar, foi secretário de governo,deputado, vice-governador e assumiu o governo em 2002 devido a renúncia de César Borges. Em 2010, foi eleito vice-governador na chapa de Jaques Vagner.



A empresária Michelle de Souza Pires, (foto),foi mais uma vitima da vaidade, ao fazer uma abdominoplastia e lipoaspiração no Hospital Buriti, em Goiânia. A jovem, que deixou dois filhos,começou a sentir falta de ar e fadiga após 36 horas de passar pela cirurgia e o hospital não se manifestou sobre o caso.

A reportagem do jornal carioca "Meia Hora", flagrou na Avenida Brasil, sentido Zona Oeste, na altura de Irajá, uma cena inusitada; um taxista recebendo sexo oral de uma passageira anônima. E o carro estava em movimento! Vá ser irresponsável assim na casa do baralho!

O pernambucano Romero Britto vem se especializando em retratar celebridades. Ele já fez os retratos da ex-presidente Dilma,  o casal Sérgio Cabral e esposa,e o prefeito eleito de São Paulo, João Doria, enviou o filho até os Estados Unidos a fim de presentear o presidente Barack Obama e esposa.
Na foto, Obama, sorridente, recebe o presente, mal sabendo ele que, Dilma e o casal Sérgio Cabral não tiveram muita sorte depois que foram agraciados.


A tragédia da queda do avião que levava o time da Chapecoense matando 71 pessoas comoveu o planeta. Como não poderia deixar de ser, a mídia deu um banho de informações. A causa do acidente,conforme sabemos, foi a falta de combustível da aeronave que tinha como piloto o próprio dono da companhia! 
Das várias declarações de ajuda ao clube, fiquei emocionado com a homenagem prestada pelo povo colombiano  trajando camisa branca, velas acesas, enchendo o estádio e gritando o nome do clube. Não deu pra segurar. 
Digno de nota também a fidalguia do Atlético Nacional ao solicitar da Conmebol entregar o título  e a taça ao clube brasileiro.
Dos 22 jornalistas que acompanhavam a equipe, apenas um sobreviveu. Dentre os mortos, o ex-jogador do Esporte Clube Vitoria, de Salvador, Mário Sérgio (foto)










                                                                                  









                                                                                                    
                                                                                                                        










Nenhum comentário:

Postar um comentário