sábado, 21 de janeiro de 2017


                  Diário íntimo e memórias de Sabino de Campos


Em maio de 1986 eu estava fazendo mais uma visita ao Rio de Janeiro. Como sempre gostava de fazer, fui visitar um Sebo, loja especializada em vender livros e revistas antigas. Para minha surpresa, encontrei o livro "A Voz dos Tempos" de Sabino de Campos,(foto) autor do Hino da Cachoeira.  O poeta era natural de Amargosa mas veio ainda menino para a Cachoeira "deixando-a em 1920 para estudar no Rio de Janeiro, trazendo, já publicado meu primeiro livro de versos Jardim do Silêncio".
Dois anos depois,no dia 7 de janeiro de 1922 ele chegava a Salvador, e, no dia seguinte, seguia para a Cachoeira,onde permaneceu até fins de abril. A segunda e última viagem aconteceu em junho de 1948. O poeta, além de rever antigos amigos e companheiros, objetivava escrever um novo livro.
"Pelo navio Pará, do Lloyd  Brasileiro, viajei no dia 6 de junho de 1948, do Rio de Janeiro para a Bahia, com o objetivo não só de rever parentes, amigos e o fascínio das paisagens, senão, ainda, o de colher elementos históricos e fotográficos para a feitura do meu romance intitulado Lucas, o Demônio Negro.
Em a manhã do dia 9, desembarquei na cidade do Salvador. A Rádio Sociedade da Bahia irradiava a minha ida e a sua finalidade cultural, em combinação com a Radio Nacional do Rio de Janeiro. Causou-me admiração, pois julgava estar viajando incógnito.Em Salvador, na praceta em frente ao ruidoso e popular Mercado Modelo, mandei um fotógrafo ambulante, ali postado, tirar-me o retrato.
Era dia de viagem da capital para a cidade da Cachoeira, ponto inicial de minhas observações.
Às 11 horas, tomei o vapor denominado Paraguaçu, da Navegação Baiana, e segui meu destino.
Transposta, em grande mar, a povoação que tem o nome de Barra, fui embevecendo-me com as paisagens marinhas e fluviais de São Roque, Maragojipe, Nagé, Coqueiro, vitória,Capivari, Tororó. Ao ver a famosa Pedra da baleia, encimada de u farolete, já na entrada da cidade da Cachoeira, berço natal de Castro Alves, Teixeira de Freitas, Aristides Milton, Ana Nery, maestro Manuel Tranquilino Bastos, escritor Alberto rabelo, jornalista Virgílio César Martins Reys e Durval Chagas, compositor e cantor Henrique de Freitas, artista e orador Hermilo José Gomes, político prestigioso Ubaldino de Assis - repito, ao ver a Pedra da Baleia, lugar destinado às oferendas votivas à Iemanjá, corri à minha volumosa pasta de couro que estava no banco do navio. Ia tirar um retrato da pedra. A minha Kodac alemã havia sido furtada...Que desprazer! Isso muito me entristeceu, tanto mais que a máquina estava carregada com algumas fotografias tiradas a bordo do Pará.


Na Cachoeira, hospedei-me no quarto inúmero 13 da famosa Pensão Marieta. 
Passei o São João na Cachoeira. Lamentei não ver mais os festejos populares da noite de outrora, com fogueiras empilhadas nas ruas, em labaredas aclarantes, ou em brasido assando cocos, aipins, fruta pão e milhos verdes, entre cantigas das meninas moças, a alegria amorosa dos rapazes, o alarido das crianças, a saudade dos velhos.

Adeus, meu São João,
adeus, adeus,
você fica com saudade,
quem vai-se embora sou eu...

Como tudo está mudado!  Que São João mais sem graça! Nem uma fogueira! Nem um balão!"

Na próxima postagem o autor da letra do Hino da Cachoeira registrou as suas impressões sobre os festejos do 25 de Junho de 1948, há 68 anos passados.


Em 22 de janeiro de 1808, os mais importantes cidadãos da pujante Vila da Cachoeira encontravam-se em Salvador a fim de cumprimentar a Família Real portuguesa, que permaneceu na Bahia, conforme sabemos,por quase dois meses.
O relógio da matriz da Cachoeira, foi, durante um bom tempo, o guia para os cachoeiranos mais pobres, os que não tinham recursos para comprar relógios de bolso. Porém, galera, o Big Bem Cachoeirano de repente parou de funcionar. Nos meus tempos de criança, quem dava manutenção era Lourival Maroxelo. Naqueles tempos, quem se apresentou foi o patriarca da Família Maciel,  Alexandre Maciel. Então, em 23 de janeiro de 1898, exatamente ao meio dia, o relógio começou a dar as 12 badaladas. Na torre da matriz, além do velho Alexandre, encontravam-se o Intendente (Prefeito) Manoel Martins Gomes, Aristides Milton, Doutor Vacarezza e o capitão Francisco Mendes.
O assunto passou a ser o comentário do dia.



Em 24 de janeiro de 1698, há 319 anos passados, galera, realizava-se na Cachoeira a solenidade de juramento do então chamado Senado Cachoeirano, que ficou assim constituído; Manuel de Araújo Aragão e Cristóvão da Rocha Pitta, Juízes - sargento Feliciano Ferreira Bacelar, Pedro da Araújo e Gaspar de Miranda Bezerra.
Vereador - Domingos Vieira Soares, que era, também, Procurador do Conselho.


A Cachoeira recebia em o dia 25 de janeiro de 1716, a visita oficial do capitão-general e vice-rei, Pedro Antônio de Noronha (foto), o Marquez de Angoja.
Os anfitriões reservaram nove das melhores residências a fim de abrigar o ilustre visitante e sua comitiva que foram recebidos regiamente.


Uma tragédia anunciada acontecia na Cachoeira em 26 de janeiro de 1888, quando ocorreu a explosão do reservatório da caldeira do navio 2 de Julho nas imediações do local chamado de Ponta dos Ferreiros.

    Faleceram no acidente, 24 homens e 3 mulheres, ficando gravemente feridos mais cinco, 3 homens e 2 mulheres. Dos passageiros, apenas 3 escaparam sem nenhum ferimento.   
Nós dissemos tragédia anunciada porque a imprensa cachoeirana da época denunciava o descaso da Companhia de Navegação Baiana e o estado precário do 2 de Julho.  Em novembro de 1884, quatro anos anos do desastre, a Câmara Municipal oficializava a empresa pedindo providências. Deu no que deu. 


Com apenas 28 anos de idade, falecia em 27 de janeiro de 1888, o vereador e empresário gráfico Augusto Ferreira Motta, (desenho de um clichê antigo)fundador e redator de O Guarani, o primeiro a circular na Cachoeira com este nome, e chegou a circular diariamente no ano de 1877. Um feito ousado, sem dúvida.  


Tive a oportunidade de ter em mãos uma edição encadernada do referido diário, em formato e tamanho de um livro comum. O dono da coleção era o meu saudoso primo antônio Loureiro de Souza (foto) que pretendia fazer uma edição fac-similada  
O primeiro número, datado de 5 de abril de 1877, traz o seguinte editorial: 
"Instigado pelo desejo de vermos em nossa terra uma gazeta diária, que sem envolver-se  em lutas políticas se consagre aos interesses das artes, da lavoura e do comércio, tomamos sobre nossos frágeis ombros a tarefa de dar à publicidade o presente jornal que não obstante ser deformado, não acanhado, temos fé que poderá concorrer de algum modo, para o progresso e civilização desta cidade. Modicidade externa no preço das assinaturas, das folhas avulsas, publicação dos anúncios, foi o que cogitamos e havemos de observar sempre, a fim de que O Guarani fique ao alcance de todos, ainda mesmo dos menos favorecidos da fortuna. Leitura barata, leitura para todos, eis a base primordial do nosso programa. O jornal é a borboleta da imprensa, superior ao livro, no preço, na facilidade de transporte, na novidade das ideias; propriedade de todos, confidente e apoio ao fraco, caminha com o correio, corre com a locomotiva e voa com o telégrafo. E ainda mais - um locutório imenso onde todos os dias o redator conversa com seus leitores, confia-lhes seus temores, ouve-lhes os conselhos, inspira-se e inspira a outros ideias úteis, conhecimentos práticos, têm por bandeira o bem público, por alma a opinião pública e por alvo único a felicidade do maior número. Mas, poderá ter essas pretensões um jornal do formato de O Guarani? Que que não? respondemos nós. Os maiores homens foram crianças e antes de crianças embriões microscópicos. O Gret Estern não passa do desenvolvimento progressivo  de uma canoa, e a decantada nau Argus não rivalizaria hoje com os nossos barcos de cabotagem.   O Guarani, portanto, espera, assim, a ajuda de Deus e o apoio dos cachoeiranos, crescer e justificar a expectativa do seu redator".



Finalmente, galera, ainda falando da imprensa cachoeirana,em 28 de janeiro de 1840, circulava na Cachoeira o primeiro número do jornal O Americano, o primeiro com esse nome, porquanto circulou, depois, um outro com o mesmo nome, fundado por Manoel Cardoso  da Silva.




O dia 15 de janeiro é o dia que a Igreja Católica consagra a Santo Amaro, como nós brasileiros conhecemos mas  cujo nome próprio era Mauro. Nascido em Roma, ele ainda jovem no século 6 teve a educação religiosa confiada a outro santo, São Bento. Aos 16 anos ele era um frade beneditino.
Um dos primeiros milagres de Santo Amaro se deu quando um amigo dele chamado Plácido estava se afogando. Seu tutor, São Bento o avisou e ele caminhou sobre as águas e retirou o seu amigo que se afogava.



A Paróquia de São João Batista, catedral Metropolitana de Niterói, rio de Janeiro, foi invadida por um homem que destruiu duas imagens de santos. Policiais Militares da Décima Segunda BPM localizou o cara que vai ser enquadrado e condenado pelo crime de vilipêndiar publicamente ato ou objeto de culto religioso e pode pegar pena de detenção de um ano, ou multa.


O uso exagerado do celular, quem acessa dispositivos mais de 60 vezes ao dia, está na lista dos viciados, conforme especialistas e psiquiátricos.
Segundo a doutora em Saúde Mental, Anna Lúcia Spear King, (foto)  fundadora do Grupo Deleta do Instituto de Psiquiatria da Universidade federal do Rio de Janeiro, nos últimos três anos, pelo menos 500 pessoas com sintomas de dependência tecnológica passaram pela unidade de tratamento. A UFRJ oferece tratamento para dependentes digital.
Crendeuspadi!    
  
   
Falando, ainda, no uso exagerado da tecnologia moderna, na Serra do Carmo, em Palmas, o artista plástico e professor Pierre de Freitas (foto)  que estava com uma turista canadense a levou por uma trilha pouco explorada,e, ao querer tirar uma selfie inédito, despencou da altura de 70 metros e teve morte imediata. 




Marie Buchan, (foto) uma inglesa que é mãe de oito filhos, vive do benefício do governo, uma espécie de Bolsa Família. Ela alega que não trabalha porque "é bonita demais" sofre muito assédio.
Formada em mecânica, Marie, que trabalhava como dançarina, disse que, "sempre que eu arrumo um estágio numa oficina os colegas ficam tentando coisas comigo" 


Otto Nicolás Bula (foto) ex-senador colombiano, foi preso acusado de receber propina da Odebrecht, que pagou US$ 11,4 milhões em suborno na Colômbia por contratos públicos.

Johanna Watkins é uma americana que ama seu marido, Scott mas nem ao menos pode beijá-lo, porque sofre de uma doença rara: uma desordem do seu sistema imunológico que a deixou alérgica a quase tudo.
Há pouco mais de um ano a sua situação piorou e ela tem de viver praticamente isolada. Na foto,eles apareceram quando ainda podiam ficar juntos.

Foi um  familiar que denunciou ter visto Bradley Jean Hubbard (foto) morador da cidade de Pensacola, na Flórida, levando a cadela para a cama e cometendo abuso sexual. Ele assistiu a covardia do safadão através de um buraco na porta do quarto e denunciou a Polícia. Preso, Bradley confessou que já estuprou a cadela por mais de cem vezes. Mesmo assim ele foi liberado após pagar fiança de aproximadamente R$ 50 mil. O julgamento está marcado para o dia 2 de fevereiro.                                                                                                   

Marco Valério,(foto) o operador do mensalão que está preso em Contagem, na Grande Belo Horizonte, fez uma armação a fim de ser transferido para uma unidade prisional em Lagoa do Prata. O juiz Aloysio Líbano de Pinto Júnior não autorizou, uma vez que, Valério, em nome da própria mãe e da companheira, apresentou um contrato de aluguel fictício.




Está sendo investigada a rede de restaurantes Manekineko, especializadas em comida oriental por participação no esquema de lavagem de dinheiro bolado pelo ex-governador do Rio, Sérgio Cabral. A empresa em questão, fez transferências na ordem de R$ 3,3 milhões para o escritório de advocacia de Adriana Ancelmo, (foto) ex-primeira dama do estado.

Essa mania de selfies de forma insana vem dando prejuízos, agora mesmo, dois médicos em Perugia, na Itália, que participavam de uma cirurgia para tratar apneia aparecem sorridentes para a câmara enquanto o paciente aparece ao fundo numa maca. Liberado no dia seguinte, o paciente, Gino Pucciarelli retornou ao hospital com grave sangramento e acabou morrendo.  Os médicos envolvidos na cirurgia estão sendo processados por negligência e a foto, - claro - será peça importante no processo.




Na China, um fortão levantava uma barra de ferro numa academia quando não suportou a pressão sobre o seu corpo  e sua coluna se partiu em duas. A Câmara de segurança registrou a agonia do cara. Não se sabe se ele sobreviveu.




Chama-se Macie, uma cadelinha de 3 meses, que resolveu meter um susto danado em sua dona, Irene Paisley.  A cadelinha estava vomitando frequentemente, então foi levada a uma clínica veterinária cujo exame de raio-X mostrou que ela havia engolido -  Deus sabe como -, uma faca! Suspeita-se que ela "roubou" a faca na máquina de lavar pratos.


No bairro Recanto, em Rio das Ostras, Rio de Janeiro, na terça-feira, um sujeito acusado de furto a residências foi preso e algemado dentro de uma viatura policial que o deixaram sozinho na viatura. O cara se soltou da algema, pulou para o banco da frente, aproveitou-se que a chave estava na ignição e se mandou,rsrsrs
O sargento e o cabo foram ouvidos pelo Comandante e podem responder processo.


Nas primeiras semanas de governo do prefeito do rio, Marcelo  Crivella, depois de nomear e exonerar e depois nomear novamente secretários e serventuários, foi escolhido como assessor da prefeitura o padre Marco Lázaro Mendes, (foto) baiano de Feira de Santana, na Bahia.

Enquanto isso, em Pádua, no norte da Itália, o padre Don Andrea Contim, da Igreja de São Lázaro, está sendo acusado de promover orgias e ter feito vuco-vuco com várias paroquianas. Segundo as investigações, pelo menos nove mulheres se envolveram sexualmente com o garanhão religioso que está suspenso de exercer suas funções. 

O alemão Carl Philippe Werner, na Avenida das Américas, no Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro, cheio de cerveja na ideia tentou fugir de uma blitz, atinge seis pessoas em ponto de ônibus e mata uma. A juizá Cristina de  Faria Cordeiro determinou a sua soltura. O alemão vai responder em liberdade. Eu não acredito. O cara embriagado, fura blitz, atropela seis e mata um e vai responder em liberdade?

Na reserva do condado do Polk, na Flórida, nos Estados Unidos, os moradores e visitantes se assombraram com o avistamento de um jacaré gigante de mais de quatro metros que foi filmado andando lentamente enquanto era filmado e fotografado.
Tudo indica que o  jacaré tipo dinossauro é mansinho ou não estava com fome.
                                                                      

                                                                                                      
A cantora Loalwa Braz Vieira, (foto) grande nome da lambada, que ficou famosa com o hit "Chorando se foi", foi raptada, espancada e morta dentro do próprio carro que foi incendiado.
Dois suspeitos foram presos, horas depois. Um deles, Wallace de Paula Vieira, trabalhava havia poucas semanas na pousada da artista.


Causou enorme comoção no país o acidente aéreo que vitimou o ministro Teori Zavascki (foto) e mais quatro pessoas em Ilha Rasa a dois quilômetros de Paraty, na Costa Verde do Rio, como foi amplamente divulgado pela mídia,inclusive internacional porque o ministro era quem cuidava da Lava-Jato. A grande e inquietante pergunta é quem será o novo relator. Abrimos aspas para alguns depoimentos: 

"Era um homem de bem e um orgulho para todos os brasileiros"
                                                                                Michel Temer
                                                                                 Presidente da República

"Teori se consagrou como um intelectual do Direito, zeloso das leis e da Justiça"
                                                                                Dilma Rousseff
                                                                         Ex-presidente da República

"A sua presença e o seu exemplo ficarão como um rumo do qual não nos desviaremos"
                                                                               Carmen Lúcia
                                                                             Presidente do STF

"Sem ele, não teria havido Operação Lava-Jato"

                                                                              Sérgio Moro
                                                                                    Juiz
Eu acredito, galera, que qualquer que seja a solução para o problema de relatoria da Lava-Jato, a opinião pública que, mesmo tristonha, está indignada e decidida a não deixar impune a ladroeira da qual todos nós estamos pagando.
E para finalizar, galera, a velha frase popular do castelhano não me sai da cabeça:
                             " No creo en brujas, pero que las hay, las hay"
Rompimento da barragem da Samarco -  Zika, chicungunha e dengue - Tragédia com o time da Chapecoense - Assaltos e mortes de policiais - A volta da Febre Amarela - Massacres em cadeias... Eu não acredito em bruxas mas...


Assumiu a presidência da República dos Estados Unidos o fanfarrão Donald Trump (foto) com a mesma verborragia usada na sua campanha vitoriosa. Repetiram-se as ameaças, o triunfalismo, o populismo e a clara visão de governo deformada para quem vai - ou melhor - está governando a mais poderosa nação do mundo.
Mais de duzentos manifestantes foram presos em Washington depois de confrontos com policiais.
Os líderes mundiais hão de estar preparados a fim de lidar com esse bilionário impulsivo, pior do que uma criança mimada. 

                                                                                                                                                                                                                                                               










                                                                                                                                           
                                                                         
















Nenhum comentário:

Postar um comentário