sábado, 11 de março de 2017

Os que se derem ao trabalho de pesquisar como eram tratadas as mulheres em culturas como as egípcias, gregas, romanas e hebraicas, podem aquilatar de como sempre foram tratadas as pessoas nascidas do sexo feminino. No Brasil, por exemplo, antes da Proclamação da República, as mulheres literalmente brigavam por uma coisa simples e lógica: o direito de votar e serem votadas. o que só veio ocorrer através do Decreto 21.076 de 24 de fevereiro de 1932.
Desde o final do século dezanove organizações femininas reclamavam da carga horária a que eram submetidas. Em maio de 1908, nos Estados Unidos, mais de 1.500 mulheres participaram de uma passeata reivindicando direitos e igualdade econômica e política no país.
Volvidos oito anos, em 8 de março de 1917, na antiga União soviética, durante o primeiro conflito mundial, as mulheres se manifestaram em passeata contra o Czar Nicolau II, pelas condições de trabalho e a fome generalizada. Então, galera, mesmo oficializada em 1921, a data de 8 de março ficou consagrada mundialmente com o DIA DA MULHER.
Vimos, em todas as partes do mundo que as reivindicações femininas continuam as mesmas mas em nosso país, as agressões e mortes continuam acontecendo "diariamente, de pouco adiantando a lei 11340 de 7 de agosto de 2006, a chamada "Lei Maria da Penha", criada com o objetivo de coibir a violência doméstica e familiar.
A minha geração viu, sim, como eram as mulheres discriminadas e  sem oportunidades de ascensão profissional. Eram as professoras (cujos esposos eram chamados de "maridos da professora") e, na sua grande maioria, "do lar" Uma delas foi a minha mãe (foto) que embora tivesse ficado viúva muito cedo, tomou o leme da família nas mãos e tocou o barco. Se houve, por ventura, algum desvio de conduta, a culpa não lhe cabe.
Na passagem do DIA INTERNACIONAL DA MULHER, gostaria de poder abraçar a todas as mulheres que foram importantes na minha vida, missão impossível sobretudo porque maioria delas já estão na Glória. Você querida amiga que acompanha o nosso trabalho, o meu beijo carinhoso e saiba que estarei sempre solidário com as suas justíssimas reivindicações.










O rei de Portugal expediu uma Carta Régia no dia 13 de março de 1817, para o vice Rei do Brasil, Marcos de Noronha e Brito, o Conde de Arcos (foto) determinando que o cidadão Joaquim do Livramento pudesse "implantar uma Casa Pia de Educação, destinada aos menores  órfãos e desamparados, no edifício Seminário de Belém, que pertencera aos jesuítas".
Tal projeto, conforme sabemos, não foi adiante.

Em 13 de março de 1888, o Partido Conservador cachoeirano recebia a visita do ilustre estadista João Maurício Wanderley, o Barão de Cotegipe (foto)
Todos sabiam à época que o ilustre visitante, em sua infância, havia residido na Cachoeira. Ao abraçar os amigos, disse que gostaria de aproveitar a oportunidade a fim de São Félix e Muritiba. Ao seu retorno, o Barão de Cotegipe declarou que, "a visita fez-me com que, depois de tantos anos, na alma se avivassem recordações e saudades".
Em 13 de março de 1837 a Cachoeira era elevada aos foros de CIDADE. Leia o artigo especial pouco abaixo.

Em terreno doado pelo capitão João Rodrigues Adorno e sua esposa dona Úrsula, o frei Manoel da Piedade iniciava em 14 de março de março de 1688. a fundação para a construção do Convento do Carmo da Cachoeira, na Bahia. Essa Ordem foi introduzida no Brasil em 1580.
O Convento do Carmo da Cachoeira tem o privilégio de ser o primeiro do país, depois veio o do Rio de Janeiro, o terceiro o de Salvador e o quarto em Olinda, em Pernambuco.
A capela do Santíssimo Sacramento teve a sua inauguração em 1734 e a Igreja do Carmo no ano de 1778.
Mesmo antes da saída dos freis Carmelitas na década de 50, o Convento do Carmo servia de abrigo para muitas famílias durante as periódicas cheias do Rio Paraguaçu.  Em completa ruína, durante o governo de Antônio Carlos Magalhães, foi transformado em uma pousada muito confortável, conforme podemos ver na foto abaixo. Pronto:, fiz o meu comercial. rsrs.

 
  Pela segunda vez  no ano, no dia 15 de março de 1957, as águas do Rio Paraguaçu invadem as ruas da cidade. O mês de março devido a incidência de marés altas, fenômeno que o povão chamava de maré de "malço". tivemos registradas as maiores enchentes.

Jornais da época, reclamavam em 16 de março de 1834 da superlotação da cadeia local, que funcionava na parte térrea da Casa de Câmara e Cadeia, atual Câmara de Vereadores. Estimavam que o presídio comportava 40 presos e que lá estavam mais de uma centena de homens, entre apenados por pequenos furtos, assassinos e doentes mentais.
Por caridade, quem fornecia alimentação e medicamentos era a Santa Casa, uma vez por semana!  Nos outros dias, das grades da cadeia, os presos pediam esmola. coisa triste e degradante.
Contavam no sobrado onde fui criado que certa feita um feirante foi subindo a Ladeira da Cadeia (atual Benjamin Constant), quando um preso lhe pediu um cigarro. O feirante, desconfiado, tentava e não conseguia jogar o cigarro. O preso então, com voz piedosa falou: "Tá com medo de mim, meu camarada? Eu não sou doente de lepra. Me dê o cigarro aqui!"
O feirante então pegou o cigarro caído no chão e se aproximou do detento que o segurou pelo punho, apanhou um pedaço de madeira e começou a bater na palma da mão do coitado, gritando: " Já viu alguém confiar em doido?! " A gargalhada dos presos, a algazarra que se fez foi tamanha que os soldados de plantão tiveram de sair em socorro do pobre feirante com a mão inchada de tanto "bolo" que tomou!

Contando 77 anos de idade, falecia em 17 de março de 1877, o músico cachoeirano Manoel Esmeraldino do Patrocínio, veterano das lutas da independência. Conta a tradição oral que Esmeraldino, que tocava na Orquestra da Ajuda, embora de real talento, não sabia ler as partituras, tocava "de ouvido".
Uma das habilidades de Esmeraldino é que ele respondia, sem hesitar, em que dias da semana iria ocorrer eventos como o carnaval e festas religiosas.

Em 18 de março de 1888, chegava a Cachoeira o engenheiro Antônio Plácido Peixoto de Amarantes, nomeado pelo então presidente da Província da Bahia, Manuel do Nascimento Machado Portella, a fim de examinar o rio Paraguaçu, e levantar a planta para a construção do porto da Cachoeira.


  Outro falecimento de músico cachoeirano. Em 19 de março de 1856 falecia o regente e trompetista, José Raymundo de Figueiredo Branco.  Ele gozava de muito prestígio, era professor e regente de várias filarmônicas no interior do estado, e compôs muitas peças sacras e dobrados para filarmônicas. Foi ele o responsável pela criação de uma orquestra  na Cachoeira a fim de rivalizar com a da igreja da Ajuda.
Conta a tradição oral que numa festa de São Benedito, ambas as orquestras foram contratadas, e um conflito esteve prestes a acontecer, não houvesse a interferência das autoridades presentes.    
                                                   
                                                                                            
Nos idos dos 1800, sonhavam os cachoeiranos que uma das mais importantes Vilas da Província da Bahia, Cachoeira, quer no sentido religioso, social, político e importância econômica, gozasse do foro administrativo sendo elevada a cidade. Não era à época tarefa fácil. Naquela sexta-feira do  dia 18 de abril de 1828, era uma oportunidade de ouro, tendo em vista que o Imperador D;Pedro I (foto) estava presente em visita oficial. O monarca veio acompanhado da sua consorte,a princesa D.Maria da Glória, depois Rainha de Portugal, vários figurões da monarquia e os puxa-sacos de sempre que andam atrelados ao poder.
Uma petição muito bem fundamentada foi entregue ao nosso primeiro monarca, inclusive para massagear o seu ego, propuseram chamar-se a nova cidade de Petrópolis, ao invés de Cachoeira. Seríamos, portanto, a segunda cidade brasileira com o nome de Petrópolis! No entanto, galera, algumas exigências teriam de ser cumpridas como o Hospital São João de Deus transformar-se em Santa Casa de Misericórdia, e algumas obras de elevado custo, como a construção de uma ponte ligando Cachoeira e São Félix, na ocasião um simples povoado.
A implantação da Santa Casa de Misericórdia da Cachoeira não houve problemas. Tornou-se a segunda do Brasil depois da de Santos,São Paulo.
Viagem estressante, compromissos inerentes à liturgia da função, audiências, pedidos de todas as representações da demais vilas da Província para um homem conhecido por ser mau-humorado temos de convir que não foi fácil.  Na hora da despedida,segundo nos conta Aristides Milton, deu um passa fora em um liberto conhecido como "Caetano da Fazenda" que fez um apelo para que D;Pedro adiasse a viagem. Espaço para Milton:
"O Imperador tolerou até certo ponto a singular verborragia do pardo, mas, de repente, cedendo a um desses arrebatamentos que lhe eram naturais, gritou para o Caetano: Cala-te, negro, pois isto não te compete...
E dirigindo-se às pessoas que na ocasião o cercavam,lhes disse esboçando um sorriso: Este preto foi escravo de padre ou de viúva".
Nove anos após a visita de D.Pedro I, sendo governador da Província Francisco de Souza Paraíso, no dia 13 de março de 1837, há 180 anos passados, portanto, era assinada a Lei nº 43 na qual a antiga Vila passava aos foros de CIDADE, e o dia 25 de Junho, feriado municipal. Dirigia a Cachoeira na ocasião, Leonardo Muniz Barreto.

Muita gente atribui ao cachoeirano Francisco Prisco de Souza Paraíso,(foto) ter sido o autor da lei. Trata-se de homônimo. O cachoeirano Prisco Paraíso (1840/1895), na ocasião tinha apenas três anos de idade. Foi realmente depois,um importante político, deputado da Assembleia Provincial entre os anos de 1870 a 1878. Gozava de enorme prestígio e não fora a sua morte aos 55 anos de idade, teria uma carreira política como Ubaldino de Assis,por exemplo.
Na passagem dos 180 anos dessa lei tão sonhada pelos nossos avós, lembramos aos cachoeiranos do presente a velha frase romana: Labor improbus omnis vincit   (com paciência e perseverança tudo se alcança)   Avé, Cachoeira Invicta !


OPINIÃO
                Caixa dois e foro privilegiado

Por mais inocente que a pessoa seja, como acreditar que uma empresa estatal, cujos de direção são disputados a tapa pelos políticos, vão liberar obras milionárias a construtoras que fazem doações políticas legais? Legais como, se as obras são superfaturadas exatamente para que se possam fazer as chamadas "doações legais"?  Não basta estar registrada a doação para que seja legal, para que não seja propina. 
Políticos de todos os partidos que foram acusados de receber dinheiro de empreiteiras afirmam que as doações foram registradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral, mas não é esse o entendimento do STF que considera a prática de lavagem de dinheiro.
A galera deve estar atenta para a movimentação do Congresso, que está cogitando criar mecanismos a fim de anistiar os crimes de financiamento eleitoral.

O foro por prerrogativa de função, ou foro privilegiado como ficou mais conhecido, está previsto na nossa Carta Magna de 1988. Na prática significa que, os indivíduos que ocupam cargos de responsabilidade como presidente da República, vice presidente, procurador geral da República, os ministros e membros do Congresso Nacional para serem presos só através de julgamento  especial do STF quando alvo de processos penais que, na prática, se arrastam durante anos e não raro prescrevem.
O privilégio de foro por prerrogativa de função, salvo melhor juízo, afronta ao artigo 5 da própria Constituição. Confira comigo:
"Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida, à segurança e à propriedade,"

Na sua infância, o poeta Sabino de Campos morava na Rua do Moinho, depois Pitanga de Baixo e atual Augusto Régis. Ele nos conta a amizade que tinha com um menino apelidado de Lourinho e que, em defesa dele, saiu na porrada no beco da Santa Casa. Deliciem-se com a narrativa, faça um encontro com o passado da Cachoeire.


Reprodução charge de Cláudio Paiva - REVISTA O GLOBO 
                                                            
                 Diário íntimo e memórias de Sabino de Campos 7
   Na sua infância, o poeta Sabino de Campos morava na Rua do Moinho, depois Pitanga de Baixo e atual Augusto Régis. Ele nos conta a amizade que tinha com um menino apelidado de Lourinho e que, em defesa dele, saiu na porrada no beco da Santa Casa. Deliciem-se com a narrativa, faça um encontro com o passado da Cachoeire.
Na sua infância, o poeta Sabino de Campos morava na Rua do Moinho, depois Pitanga de Baixo e atual Augusto Régis. Ele nos conta a amizade que tinha com um menino apelidado de Lourinho e que, em defesa dele, saiu na porrada no beco da Santa Casa. Deliciem-se com a narrativa, faça um encontro com o passado da Cachoeire.


"Até hoje me revolto contra a tirania do mais forte sobre o mais fraco. 
Na rua do Moinho, um pouco adiante de nossa casa, morava um menino amarelo, fraco, inofensivo, chamado Lourinho. Eu gostava dele em razão de sua fraqueza e bondade. Acontecia, não raro, encontrarmo-nos na feira que se realizava à sombra dos tamarineiros da praça do chafariz, atual Dr.Aristides Milton.
Eu comprava caranguejos de mar-a-baixo, ostras aferventadas, dispostas em camadas de dez, sobre um retângulo de folhas de bananeira, ao preço de um vintém: molhos de coentro e feijão verde, igualmente de vintém cada, quando vi um rapazote sertanejo, tipo grosso, acaboclado e valentão, de nome Bento, serviçal do Delegado de Polícia Manuel Mendes, esbofeteando o pobre Lourinho, bem no meio da feira
Não me contive. Deixei as compras à guarda de um feirante, avancei para o agressor,e segurando-o com pulso forte, o convidei a resolver o caso comigo, ali perto no beco da Santa Casa de Misericórdia.
A esse tempo, eu sempre conduzia, escondido por dentro do cós das calças um rebenque de cabo e corrente de prata, utilizado, outrora, por minha mãe, em viagem, a cavalo, montada em selim de banda. 
O Bento olhou-me de soslaio e foi, Entramos no beco da Santa Casa. Ele na frente, eu após.
Antes que o temido e troncudo moleque tomasse posição ofensiva, arranquei do rebenque e o couro vibrou-lhe na rara: lhepo! lhepo! lhepo!
Mas eu quase ia levando a pior. Na violência de arrancar o chicote, o cordão que me amarrava as calças arrebentou e elas foram caindo vergonhosamente...
O sertanejo poderia ter aproveitado o incidente e atracar-se comigo, tirando a forra.
Entretanto, no momento exato de as calças caírem, apareceu, providencialmente, uma das mulheres de meu tio, e me separou da luta.
O outro fez uma cruz no chão, jurando vingar-se.
Segui com a Eudóxia, amarrando as calças, apanhei as compras e me endireitei para a Pitanga de Baixo.
Já perto de casa, ouvi o vozeiro da meninada:
- Sinhô! O bento aí vem como uma bala!
Entrei correndo, joguei as compras na mesa da sala da janta, e, sem que minha mãe visse, agarrei a tranca de uma porta, saí pelo portão dos fundos, e de cima da ribanceira do riacho Pitanga, afluente do rio Paraguaçu, esperei o cabra!
Ele irrompeu entre uma leva de meninos vagabundos. Ao ver-me empunhando a tranca, arrancou um dos varapaus que, com as respectivas cordas, serviam de enxugadouro de roupas das lavadeiras do regato, subiu feroz a ribanceira, e desfechou a madeira sobre mim! Com a tranca, aparei o golpe. O varapau, que estava meio podre, quebrou-se perto das mãos do caboclo.
Agora, quem soube aproveitar o incidente fui eu. Desandei=lhe a tranca no pescoço e o malvado rolou de ribanceira abaixo, caindo arquejante, no riacho!
Corri para o salvar do afogamento.
Forcejava eu para o levantar, eis perto a fábrica de charutos dos alemãs Robert e Rudolph buzinou onze horas do dia e os operários saíram para o almoço.
O gerente Manuel Caetano de Assis, (Tute), irmão do prestigioso deputado federal Dr.Ubaldino de Assis, com alguns operários, homens e mulheres, na suposição de que eu estivera afogando o pobre, acudiram, entrando na água, puxando-me pelas costas e salvando o Bento que, dias depois, se vingava no Lourinho".




A moça da foto é dona Judith Armstrong. Ela vinha dirigindo seu automóvel quando, de propósito, jogou o carro contra um caminhão que levava galinhas para o abatedouro na Geórgia, nos Estados Unidos. Judith (foto) foi acusada de condução agressiva e pagou multa,mas  não havia consumido bebida alcoólica. 
A sua defesa alegou que ela é vegana. Você sabe o que é ser vegano? São aquelas pessoas que não consomem carnes.




Vivendo na maior penúria, o governo do estado do Rio gasta por mês cerca de R$ 3 milhões só com a manutenção do "Tatuzão", uma supermáquina que está parada desde abril de 2016. 


A Justiça do Mato Grosso do Sul decidiu que a viúva divida a pensão do morto com a "outra" por que, "o marido e a amante tiveram relacionamento paralelo de caráter familiar, que o homem morto em 2015, mantinha duas famílias ao mesmo tempo, por duas décadas, e sustentava e participava da criação dos seus filhos". É lei...cumpra-se.


Um fabricante de preservativos  da Inglaterra está anunciando a primeira "camisinha inteligente". Pra que diabo serve essa "camisinha de Vênus" como a gente chamava, antigamente? Segundo os fabricantes, elas classificam o desempenho sexual masculino e envia os dados para um aplicativo baixado no celular. Os broxantes não devem usar de jeito nenhum. rsrs.



Na cidade de Cochabamba, na Bolívia, um cãozinho da raça Schnauzer  apareceu de repente do nada e foi adotado pelo frei que deu-lhe o nome de "Bigode" que aparece na foto com o religioso e vestido com o habito da ordem. Está bombando na Internet.


Lembram do acidente com o carro alegórico da Escola de Samba Paraíso do Tuiuti, no primeiro dia do desfile do carnaval do Rio no  Sambódromo? Quatro pessoas foram indiciadas mas o delegado concluiu que o motorista (foto)  não tinha condições de conduzir o carro.


A filha do apresentador José Luiz Datena, Leticia Wiermann (foto) fez um ensaio fotográfico para a revista Playboy.


Datena (charge) disse no Twitter que comprou a revista, e, disse mais: "Todo o trabalho que um filho meu faça honradamente, sem se envolver com dinheiro sujo, posso até não gostar, mas apoiarei sempre. Afinal, prefiro ver minha filha nua do que algum filho meu roubando em nome do pai, o que, aliás, é frequente por aí". Eu assinaria em baixo.

Quem também está causando furor na Internet é o casal Tiririca e esposa, dona Nana Magalhães. Não é por causa de Tiririca ser deputado e muito menos por ser ele comediante ter contado alguma piada. Vejam a foto a adivinhem por que.
Dona Naná é mãe de uma filha de 7 anos do deputado Tiririca.


Foram presos na França os dois suspeitos de sumiço da família Troadec (foto) . Um dos detidos confessou que matou o casal e os dois filhos devido a uma disputa  por herança em barras de ouro.
O homem identificado apenas como Humbert C, era cunhado de Pascal Troadec que desapareceu com a esposa Brigitte e os filhos, Sebastião e Charlotte.


Em Moscou, uma mulher não identificada, desesperada com as chamas de um incêndio, saltou do oitavo andar. Nove pessoas estão internadas por inalarem muita fumaça. A moça que pulou do oitavo andar, acreditem, sobreviveu. Está em coma induzido num hospital da região.


A professora Allison Marchese (foto) de ensino Médio do Madison Connecticut, nos Estados Unidos, casada com um funcionário da escola e mãe de dois filhos, foi presa após enviar nudes e mensagens sexuais para um dos seus alunos. Um deles confessou ter recebido carinhos especiais da professora na sala de aula.  Allison está sendo investigada por fazer sexo oral com outro estudante de dezesseis anos. Sem comentários.


Com um certo atraso, os Correios entram no serviço de cellar. A empresa espera cadastrar 500 mil usuários este ano, com chip a R$ 10 e recarga a R$ 30. 



O governo está estudando alongar o limite máximo de alongamento do prazo de pagamentos dos empréstimos consignados.para 130 meses, ou seja, quase onze anos.
O Conselho Monetário promete divulgar a medida com maiores detalhes. Hummmm!


Um recém-nascido enrolado em um saco de batatas e coberto por um lençol, foi encontrado por uma senhora  no banheiro de um templo da Igreja Universal, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A senhora acionou a polícia e o garoto foi enviado para a UPA Infantil de Duque de Caxias.




Dona Maria, (Jasiane Silva Teixeira)  é uma mulher que está tocando o terror na cidade baiana de Vitória da Conquista. Ela é uma das chefes da facção BDN (Bonde do Neguinho), ligadas aos paulistas Primeiro Comando da Capital (PCC).

O rumoroso caso do garoto que os pais acusavam os seguranças do Habib's de o haver agredido até a morte, o laudo médico do Instituto de Criminalística de São Paulo, afirma que o óbito se deu após o garoto ter usado lança-perfume. Ainda existe a ponto de ser adquirido por uma criança?                                                                            




Em Canterbury, na Nova Zelândia, um assaltante vestiu a fantasia de tubarão e roubou doces de um Posto. Embora toda a ação fosse flagrada por câmaras de segurança, os agentes policiais ainda não identificaram os suspeitos.





A Segunda Turma do Supremo do Supremo indicou que o registro de verbas de companha não é o suficiente para provar que é lícita a origem do dinheiro.
Essa decisão  o senador do PMDB, Valdir Raupp (foto) vira réu.
Enquanto isso, segundo o delator da Odebrecht, o "amigo" que aparece em planilha de propina, é o ex-presidente Lula.

A população de Onoway, em Alberta, no Cannadá, se assustou quando abriu as torneiras de suas casas e viu a cor da água (foto) Só depois é que a Skol Beats explicou que houve um escapamento de um melzinho de cachaça com corante.





O senhor da foto chama-se Roman Blank, de 96 anos. Pai de dois filhos, cinco neto e um bisneto, resolveu confessar agora que é gay!!!!  Por falar nisso, a Comissão da Câmara libera o casamento de pessoas do mesmo sexo. O projeto vai ser votado em segundo turno.



Gilda Maria de Matos,(foto) uma idosa de 64 anos, foi presa com materiais de telefonia em Curiacica, no Rio de Janeiro. O material foi avaliado em R$ 1 milhão.

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, foi condenado pela força-tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava-Jato. Os procuradores apontam o ex-governador por 25 crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. É a sexta denúncia contra Cabral.


O ônibus da linha 638 passou por cima de um motoqueiro, aqui no Rio, e o motoqueiro saiu ileso! As imagens foram exibidas nos telejornais.




Dupla tirou fotos na Vila do João, no Complexo da Maré, em Duque de Caxias no Rio de Janeiro e postaram as fotos na Internet. O compartilhamento foi imediato e a imprensa do Rio colocou na dupla o apelido de "bandivas"  (foto ao lado)
Na delegacia (foto maior abaixo) elas disseram que tudo não passou de uma brincadeira de carnaval e apresentaram armas de brinquedo, mas o delegado não está comendo nada disso e pretende enquadrar as duas por apologia ao crime.



Mas o bandido está usando um fuzil, equipamento de guerra que é banal na mão de criminosos no Rio de Janeiro. Na foto, o bandido está assaltando uma barraquinha de cachorro-quente.




A atriz  americana  Crystal Bassette (foto),  depois de fazer mais de 100 filmes pornôs, desistiu da carreira após conhecer o pastor David com quem se casou e virou pastora. Deixou a cama pelo altar.

Vocês estão vendo o casal de indianos da foto abaixo?  Ele tem 80 e ela 72 anos. Ela engravidou, é mãe e pretende curtir o filhinho por muitos anos ainda. Amém!
Uma semana abençoada para todos !






                                                                                
                                                                                   









                                                                                                        

 




                                                                                             

                                                                                            



                                                                                    



                                                                                              




                                   





                                                                             

                                     






Nenhum comentário:

Postar um comentário